HOME | SOTMB | VY.COM.BR


oh, canada!
terça-feira, 30 de abril de 2013 at 10:30
1 comments

Eu amo São Paulo, minha cidade favorita no mundo é NYC, mas se eu tivesse mesmo que escolher um lugar pra morar agora, nesse exato instante, seria o Canadá. Qualquer lugar do Canadá.

Eu não conheço ninguém que tenha ido pro Canadá e não tenha gostado. E aposto que você também não.

Minha relação com o país começou bem sem querer. Quando fui escolhida pro intercâmbio do Lions primeiro me disseram que eu ia pra Iowa, no meio do nada nos EUA. Confesso que na hora fiquei bem desapontada. Mas logo depois recebi um e-mail corrigindo e dizendo que eu ia pro Canadá. Acho que fiquei mais aliviada de não ter que ir pros EUA do que de ir pro Canadá, até porque até então eu não sabia nada sobre lá. Em pleno 1999 eu nem sabia que os jogos Panamericanos seriam lá. Winni-onde? Aquele do lago?

40 dias depois eu estava encantada com o lugar. O clima, as pessoas, como tudo funciona. Até o cheiro! Juro que o Canadá tem um cheiro único, gostoso, nostalgico! E isso porque fiquei numa cidade minuscula no meio do nada, perto de vastos campos de canola, morando atrás de um cemitério, com o sol se pondo pra lá de 22h, com temperaturas de 10 graus a noite em pleno verão <3

Fui embora querendo voltar. E voltei, 7 anos depois. Pro outro lado, pro gélido inverno quebecois. E amei mais ainda. Morando, de novo, numa mini cidade. No alojamento de uma universidade que parecia de filme. Onde tudo funcionava, tão diferente da minha querida USP...

E agora, outros 7 anos passados, lá vou eu de novo pro Canadá. Já pensando como vai ser ruim ir embora. Desejando ter nascido com bolas o suficiente pra ir e não voltar mais.


Marcadores: , ,

that would be me. bye!

pode dizer que é meme?
quinta-feira, 25 de abril de 2013 at 11:00
0 comments

Haha, vou roubar as pautas de listas da Carol porque: 1- tô sem pauta e 2- tenho sindrome de High Fidelity =P

Esse é das cenas mais choraveis, mas se for pensar em cenas... São muitas. Então vou pensar em filmes inteiros, porque acredite, sou capaz de passar 02h chorando no cinema, HAHA!

1. Cidade dos Anjos (City of Angels)

Nem chorei tanto no cinema. Ok, chorei a ponto de ficar vermelha. Não vi mais por mais de 10 anos. Resolvi comprar o dvd. Quase lavei a casa toda chorando na minha cama. É a menininha do pijama no começo, é a história deles, dos pacientes, de tudo. E o fim é horrível. E o Nicholas Cage não convence como galã, mas a história é muito boa. E triste.

2. O Quinteto (Party of Five)
 Como não chorar com a premissa de 5 irmãos que perdem os pais num acidente? Afe, choro até com a música feliz da abertura. Acha que Grey's Anatomy faz chorar? Nâo viu O Quinteto ainda.

3. Patch Adams
Como um filme do Robin Williams pode ser tão triste??? E aquela cena na ala das crianças com cancer? O cinema rindo um monte e eu lavando a minha cadeira. Outro filme horrivelmente triste. Falando de um médico que tenta fazer a vida dos pacientes mais feliz. Algo tá errado ai...

4. Dawson's Creek
Outro dramalhão da tv, não tão horrível, pelo menos não sempre. Mas o fim... O fim é muito triste! Chorei o episódio duplo todo! Mas amo rever qualquer episódio, mesmo aqueles que sei que vou chorar muito, porque o seriado fez parte da minha adolescência... E pra mim, é o melhor seriado adolescente que já existiu!

5.Amor além da vida (What dreams may come)
Acho que o Robin Williams me faz chorar... Hahaha! Esse foi um dos filmes que eu mais chorei no cinema na vida e se assistir esse filme hoje em dia, vou lavar o mundo chorando! A história é muito triste, começa com a morte dos dois filhos do casal, depois do pai (o Robin Williams) e ai a mãe se suicida. Os três que morrem de morte morrida vão pro céu, e a mãe, como se suicida, vai pro limbo. Ai o pai descobre e vai até o inferno pra busca-la. Meu pai ficou com vergonha de mim quando saimos do cinema, haha!

6.Uma prova de amor (My sister's keeper)
Confesso que não vi o filme todo... Ainda! Sempre passa na tv numas horas ingratas. Mas só de começar a ver, já saio com os olhos inchados. A história da menina que entra com um processo contra os pais para que ela não seja mais obrigada a doar partes do seu corpo pra irmã com cancer é bem dura. Mexe com amor, com família... Argh, dá vontade de chorar só de lembrar!

7.As aventuras de Pi (Life of Pi)
Desde que saiu o trailer lá fora fiquei com muita vontade de assistir, e se tornou um dos meus filmes favoritos desde então. Mas nossa, que história triste! Pi fica a deriva no mar com um tigre de bengala depois de perder a familia toda num acidente de navio. Pensa o quanto não chorei nessa parte? Mas o filme fala sobre superação também, dentre os filmes que eu citei acho que é o menos tenebroso, haha!

8.As vantagens de ser invisivel (Perks of being a wallflower)
Vi duas vezes no cinema e chorei muito nas duas. Na maior parte da história, a parte feliz, acho que me vi lá. Acho que a parte triste não tem nada a ver com a minha vida, mas chorei horrores mesmo assim, e acho que da segunda vez ainda mais que da primeira!

9.Harry Potter e as reliquias da morte Parte II (Harry Potter and the deathly hallows Part II)
Eu não chorei nos livros, mas a última parte do último filme da série serviu pra chorar tudo que não chorei em 10 anos acompanhando a saga! Quem viu e leu, sabe porque postei a foto do Snape! Grande Alan Rickman, consegiu me fazer lavar o cinema duas vezes, haha!

10.O clube da felicidade e da sorte (The joy luck club)
Ai, gente, sério, tenho vontade de chorar só de ver essa foto! Esse é o filme que mais me faz chorar até hoje, mais de 15 anos depois de eu ter visto pela primeira vez! Uma vez a Carol tava falando como sentimos mais penas de orientais porque também somos, e olha, se oriental já sabe fazer drama, imagina eu vendo esse filme? Ele conta a história de 4 chinesas imigrantes que se conhecem e fundam o clube. Cada uma tem uma história HORROROSA que as levam a migrar pros EUA e a formarem suas familias lá. E tem as histórias das suas filhas também. Nossa, deixa eu parar por aqui que lembrar de cada história tá me dando vontade de chorar, haha!

Marcadores: , ,

that would be me. bye!

#euvi: uma garrafa no mar de gaza
at 11:00
0 comments

 
Uma carta em uma garrafa jogada no mar de Gaza inicia uma correspondência entre uma garota israelita e um garoto palestino. Ambos cresceram em um lugar tomado pelo medo do terrosimo, onde familias enterram seus filhos, pais, mães, primos e tios em uma guerra civil escorada na diferença religiosa de povos de uma mesma região. Tal procura uma resposta ao ódio que vê nas ruas e em homens bombas, Naim tenta ter perspectivas de uma vida melhor em uma região onde eletricidade e mantimentos são escassos e limitados pelo "lado inimigo". Dois jovens que tetam entender o mundo e procuram uma solução para suas dores em desconhecidos de lados diferentes da mesma situação.
 Fui ver esse filme sem muitas expectativas e sai encantada e de coração partido. Talvez eu nunca vá entender que religião permite que matemos uns aos outros em seu nome, mas com certeza todos podemos entender o sofrimento da incerteza. Tal começa com uma visão idealista e ingenua da situação e Naim tem muita raiva de quem eles acha que faz seu povo sofrer injustamente. Aos poucos, e aos trancos e barrancos, eles começam a modificar sua visão e cada um passa por situações na vida que os levam a simpatizar com a situação um do outro, levando a entender que, como civis, eles sofrem igual, independente da religião.

Quem imagina que isso vira um filme romantico está bem enganado. Os dois jovens trocam impressões de vida, talvez coisas que nem imaginavam que se passasse "do lado de lá" da situação e no fim... Bem, achei o fim perfeito! E chorei horrores, claro (a ponto do meu olho ficar verde!!!), hehe...

É um filme bem balanceado, que não pdende pra nenhum dos lados da situação. Acho que ele só pende para o lado da paz, porque não dá pra ver o quanto cada povo sofre sem razão e não querer que tudo isso acabe.

Marcadores: , , ,

that would be me. bye!

#éshow: paralamas do sucesso 30 anos de carreira
terça-feira, 23 de abril de 2013 at 11:03
2 comments

Um dia estava conversando com a Nicas sobre como quase nunca ia a shows de artistas nacionais. Começou com um papo sobre CPM 22 (que estranhamente eu gosto muito - um dia eu elaboro melhor) e foi parar em como eu nunca tinha conseguido ir num show do Paralamas. Logo depois saiu o anúncio do show de comemoração de 30 anos de carreira deles e ela me mandou um e-mail avisando (essas miguxas são tão amor <3).

No início eu ia com ela e estava bem feliz com esse arranjo. Ai uma amiga do ex job ficou sabendo e se juntou a nós. Quase perto do show, TODOS os meus amigos da facul começaram a perguntar desse show e no final, pelo menos metade da nossa turma comprou ingresso. Se fosse uma coisa combinadinha, certeza que não dava certo, haha!

No dia do show, aproveitamos pra fazer uma gordice no América, pois só encontraria a Nicas, com meu ingresso, pouco antes do horário previsto pra começar. No fim, nem ficamos juntas =(. Entramos quase na hora, mas teve atraso no show e ficamos lá atrás esperando. O lugar estava bem cheio, apesar de eu achar que os ingresos não estavam esgotados.

Os únicos shows nacionais que eu tinha ido, fazia muito tempo e sempre era em rodeio (a roça já teve um dos maiores rodeios do país...) então não sabia o que esperar.

Já conhecia o Espaço das Américas, gosto de lá (principalmente porque é muito do lado de casa!) e esperava que os telões dessem conta da minha falta de altura. Infelizmente, por uma decisão infeliz de alguém, eles só ficaram de enfeite=(.

Atrás da banda tinha um telão lindo passando várias imagens, as vezes clipes e o nome das músicas com as datas em que foram lançadas. Achei bem legal, mas também fez a gente se sentir bem velhas, hahaha!

Pra mim os pontos altos da noite foram as músicas mais calmas e quando eles tocaram "Meu Erro". Check na listinha! Cantei e pulei a música toda, mas sem tanto vigor a ponto de passar mal depois, huahua! Achei o Hebert em excelente forma, a voz dele estava bem clara! Mas acho que ele estava muito emocionado, sempre que parava pra falar entre as músicas se atropelava no discurso, haha! Não tem problema! Amamos Paralamas anyway=).

A banda também foi fantástica e eu me arrependi de nunca ter ido num show antes. Espero conseguir ir em mais shows nacionais daqui pra frente, valem tanto a pena quanto os shows internacionais!


Marcadores: ,

that would be me. bye!

sábado, 20 de abril de 2013 at 12:00
0 comments

NY são as iniciais de mamys. Amo ela e a linda cidade de Nova York <3

Agora que finalmente decidi o que vou fazer nas minhas férias (além de ver shows do MB20 e dos GGD), posso começar a planejar fortemente.

Ia ficar na Philadelphia um dia, já que o último show que vou ver é do lado, mas a medida que fui pesquisando, fui descobrindo que ia morrer de tédio em Philly, então resolvi mudar a rota. A cidade fica a 2h de ônibus de NYC, logo... Estarei acordando cedissimo pós show pra visitar minha cidade favorita no mundo <3 

Terei 24h na cidade e já estou surtando com o que fazer. É muita coisa!!! Com certeza quero comer um bom pho (comida vietnamita) e tomar um café da manhã gostoso. Acho que consigo tomar DOIS cafés da manhã bem dignos, hehe. E um jantar bem gordo, que ainda não decidi bem (ok, admito que tenho uma queda por ir no Les Halles só por causa do Bourdain... VAI QUE!)...

Também quero fazer alguns passeios, porque adoro andar por NYC. Acho que vou tentar descobrir algum ponto pelo qual ainda não andei muito no Central Park (tipo a boat house) e algum outro lugar tranquilo (o que exclui sumariamente o High Line).

Vou tentar evitar fazer muitas compras! E acho que dessa vez terei mais sucesso porque o tempo deverá estar bem melhor do que das vezes que fui (inverno ou outono chuvoso), o que estimula mais ficar na rua do que dentro de lojas.

E vou acordar cedinho no último dia pra aproveitar as últimas horas antes de embarcar pro próximo destino. Nem eu acredito, mas sei que vou cumprir porque não voltarei tão cedo!

Agradeço dicas de coisas alternativas pra fazer na ilha!

Marcadores: ,

that would be me. bye!

planejando mais uma viagem
quarta-feira, 17 de abril de 2013 at 10:30
0 comments

Nessas férias vou realizar um sonho: ver algumas das minhas bandas favoritas. E vou viajar lá pros EUA só pra isso. Quantas pessoas a gente não vê fazendo isso e acha o máximo? Vou engrossar a lista dos invejados nas minhas férias=).

Matchbox Twenty vem pro Brasil em setembro tocar no Rock in Rio (e eu tenho ingressos, yeah!), mas nos EUA eles farão uma turnê espetacular com os Goo Goo Dolls no verão deles. E eu não podia perder essa! Já tinha sonhos de ver os GGD lá mesmo, mas eles tocarem com o MB20 é um sonho realizado *.* (melhor só se o Lifehouse abrisse os shows =P).

Com isso, vou conhecer duas cidades que nem passa na minha cabeça conhecer: Washington e Philadelphia. Em Washington, já achei coisas (nerds) pra fazer, mas na Philadelphia, fora comer um belo e original Philly Cheese Steak, eu não sei o que fazer... Ou seja, lá estou eu exercendo minha formação de turismologa a todo vapor!!

Depois, claro, também sou filha de Deus (há!) e vou descansar no meu amado Canada. Se nunca mais tiverem notícias de mim, já sabem onde estarei=P

Marcadores: , , , , ,

that would be me. bye!

meme
sexta-feira, 12 de abril de 2013 at 17:46
1 comments

A me indicou a esse meme, e como eu gosto pouco de meme, vim aqui "fazer a minha parte" =P



Regras:
1. Responder a pergunta: qual livro você indicaria para uma pessoa começar a ler?
2. Indicar 10 blogs para fazer o meme.
3. Avisar os blogs que você indicou e colocar a imagem no seu blog para apoiar a campanha.



Confesso que fiquei em dúvida, porque estou lendo um livro que estou adorando, mas não sei se tem em português... Mas "Orgulho e preconceito" é meu livro favorito e tem tradução, então preferi indicar esse, apesar de ser um livro mais difícil. Ele é do fim do romantismo inglês, de uma das autoras mais famosas da Inglaterra, a Jane Austen. Já li gente descrever o livro como "uma família de meninas atrás de um marido rico", mas eu não ligo. É o melhor livro da Jane Austen (li vários outros muito bons também!) e conta a história da família Bennet no interior da Inglatera no seculo XIX. O que eu gosto deste livro é que você tem uma boa idéia de como era a sociedade inglesa naquela época. Os costumes e tradições são parte do que faz a história tão bem contada. Li a primeira vez por acaso com uns 15 anos e até hoje, quando pego pra ler esse livro, ele me fascina! E é apoiada nessa história que a adaptação para o cinema de Bidget Jones foi feita! Depois de ler o livro, você entende exatamente tudo o que se passa no filme! A história original ganhou versão cnematográfica também, mas eu detesto essa versão com a Keira knightley >.< Tem uma versão pra tv em formato de minisseria que a BBC lançou nos anos 90 que é sensacional (e tem o PERFEITO do Colin Firth como o mais fiel Mr Darcy de TODOS os tempos!).

Ai, confesso que não tenho ninguém pra indicar, mas vou aproveitar o pico de visualização pra recomendar a quem quiser fazer este meme, fazer (não é tão legal quanto o dos hômi, mas é bom também)! E me avisar se fizer ;)

that would be me. bye!

famtrip equador
quarta-feira, 10 de abril de 2013 at 21:50
0 comments

Famtrip? Oi?

No (não muito) maravilhoso mundo do Turismo temos o que chamamos de famtrips ou familiarization trips, viagens organizadas a fim de que seus participantes conheçam melhor o destino, os hotéis e o os serviços.

Pois bem, nossa operadora, junto com mais outras 04, foi convidada para essa viagem ao Equador, que está se abrindo ao turismo principalmente no Brasil e eu fui escolhida para representar a empresa na viagem=).



Falando a verdade, eu nunca tive vontade nenhuma de conhecer a América do Sul e acho que se eu tivesse que tirar a viagem do meu bolso, nunca seria uma opção. Porém-contudo-todavia, a viagem supreendeu!

O vôo parte na madrugada e não é muito longo, mas dá pra tirar um cochilinho (ainda mais que fomos pela TAME, que começou a operar a pouco tempo então tem poucos passageiros). Tanto o Aeroporto de Guayaquil quanto o de Quito são novinhos e têm bastante coisas para curtir (tipo Johnney Rockets no embarque e FRIDAYSSSSSS no desembarque <3). Além do Duty Free que é o mesmo daqui (sans MAC, infelizmente...). Chegamos em Quito e fomos nos embrenhar no interior, perto de um dos vários vulcões ativos, em um hotel de termas. As termas ficavam na porta dos quartos! Mas tava muito frio, o que, alias, nos pegou de surpresa. Quando a gente ia achar que no Equador faz tanto frio???




Outra coisa que nos surpreendeu positivamente foi a culinária andina equatoriana. Muita batata e carnes, tudo muito bem feito e uma delícia! As frutas são meio diferentes e confesso que dessa parte não gostei muito, mas elas não são muito bizarras.



No dia seguinte pegamos nosso rumo ao Galapagos, o que seria o ponto alto da viagem. Por causa da neblina, nosso vôo foi super adiado, mas ao menos na sala de embarque tinha wi-fi, hehe.

No Equador eles dizem que têm 04 mundos: a costa, os Andes, a Amazônia e o Galápagos. Vou contar que ir de Quito pra Galapagos pareceu mesmo que eu tava em outro mundo... Galapagos é muito quente!!!

A chegada é linda, pelo mar, aquela água transparente... Numa pistinha de pouso. O Aeroporto parecia uma rodoviária bem caquética. A mala veio num tratorzinho... A única coisa boa é que em Quito a nossa mala já tinha sido etiquetada pela companhia do cruzeiro que pegamos, então as malas foram direto para a embarcação! Até porque do aeroporto até o pior fomos num ônibus super simples (pra ser educada). Chegamos próximo ao pier e demos uma caminhadinha no meio dos lobos marinhos que invadem as calçadas e bancos. Eles são fofos... Em foto ou sozinhos. Juntos eles parecem um bando de animais preguiçosos e FEDEM! Eu queria correr daquilo, mas as pessoas ficavam tirando fotos e lerdando >.<




Pegamos um bote e fomos para o iate que estava em alto mar. Com as restrições de capacidade de carga na região, as embarcações são bem pequenas, nada de grandes mega cruzeiros. Entramos e fomos supreendidas pelo tamanho das nossas cabines. Não esperavamos que fossem tão "grandes"! E com janelões com uma vista linda!



Logo depois voltamos a terra para uma visita num centro de "interpretação". Foi bem didático e deu o tom da viagem: tudo era bem explicado principalmente do ponto cietifico. Galapagos é considerado um laboratório a céu aberto, com muitas espécies endemicas e únicas. Foi numa viagem ao arquipélago que Charles Darwin teve o clique de começar a sua teoria da evolução (que mudaria a forma como enxergamos o undo hoje).

Entre subir e descer do barco, em tão pouco tempo, já levamos uma baixa: uma das participantes do roteiro passou mal do balanço do barco e já ficou de cama. Ela nem conseguiu descer para o jantar!

As refeições foram bem gostosas, mas não achei que eram nada de espetaculares. No primeiro dia tinha sopa de frutos do mar (a entrada oficial das refeições no Equador é sempre uma sopinha) e eu fui seca nos camarões... Pena que tinham gosto de maresia!!!

No dia seguinte acordamos cedissimo para o café da manhã e para o primeiro passeio de exploração. O foco no Galapagos é a natureza, não é ficar pasmando na praia, então o café tem que ser reforçado. Passei a viagem toda na base dos ovos fritos, pão e chá preto de café da manhã, haha!

Eu já tinha visto uma apresentação sobre esse tipo de cruzeiros e sabia que as atividades eram pesadas, até comprei um tênis de trekking pra aguentar, levei repelente, e bem, pro Equador, levei o melhor bloqueador solar possível. Mas tinha gente que tava lá de paraquedas e fez as atividades de sapatilha, All Star e nem levou repelente. E mesmo com o melhor protetor, todo mundo ficou com marca da blusinha nessa primeira caminhada!!!



Voltamos e deu tempo de tirar um cochilo depois do almoço antes da atividade da tarde. Fizemos um passeio em bote pela costa pra ver mais animais. Impressionante como a água é tão transparente que mesmo no fundo dá pra ver as pedras no fundo do mal e os peixes nadando!

Depois, descemos na paraia e foi a parte boa da viagem: banho de mar!!! Pra mim uma boa praia só vale pela água (não tenho paciência de torrar no sol). E olha, Galapagos tem mesmo aquela água maravilhosa que esperamos de uma praia do Pacífico sul: transparentíssima, de dar pra ver o pé lá no fundo quando nos afastamos da costa <3.




A noite, voltei toda pimpoma me achando muito forte de não ter passado mal ainda. Mas foi só tomar banho e esperar o jantar enquanto o barco navegava até a próxima ilha que não aguentei. Não vomitei, mas passei muito mal com o balanço do mar e nem consegui jantar =(.

No dia seguinte não acordei me sentindo tão mal, mas fui pegar um remedinho pra enjôo que não dá sono pra tomar já no café. A exploração desse dia foi até pior, o terreno não era tão ruim, mas tinha muito mosquito! Mas também vimos bem mais animais bem mais perto. Vimos o pássaro da pata azul, o pirquero, de pertinho! Parece que alguém passou lá e pintou a pata dele, hehe. Também vimos briga de lagarta, huahua!



A tarde, fizemos passeio de bote de fundo de vidro. Acho disperdício, o mar já é tão transparente ao olho nú! Vimos muitos peixes e uma arraia, mas nada de tartarugas=(.



Toda noite há uma palestra ifnormativa sobre as atividades do dia seguinte. Na última noite eu dormmi numa delas =P. Mas estava inteirinha para o último jantar! O barco balançou bastante, navegamos metade da noite, mas não passei mal.

Dia seguinte era dia de ir embora, então acordei mais cedo pra deixar a mala pronta. Deixamos tudo fora das cabines e fomos para o último passeio da vagem: ver tartarugas gigantes!!! Devido ao tempo limitado, infelizmente não fomos no centro de pesquisa, mas andamos num bosque cheio de tartarugas. Elas são enormes e AS TARTARUGAS FAZEM BARULHO!!! Parece uma coisa meio Darth Vader, é tenebroso... Levei um susto com elas!!!



Saimos por outro Aeroporto, que era menos tenebroso que o primeiro, mas não tinha ar condicionado. Ao menos dessa vez não tivemos escala e fomos direto pra Quito, de volta praquele clima andino lindo e delicioso!

O primeiro hotel que vimos foi um que era Relais et Chateau, então ele era lindo e com um serviço excepcional! Pena que chegamos no fim do dia e mortas, depois de viajar o dia todo e fazer visitas.



Não sei como consegui pedir que o serviço de quarto me servisse café no quarto, o que foi excelente, porque depois disso me perdi no hotel, huahua! Ele é também conhecido como uma fazenda de pavões, mas eles não ficam em qualquer lugar: eles adornam um jardim principal e fica lindo de ver do restaurante.

O passeio do dia foi ir pra Otavalo comprar coisas de couro e artesanato local. LOUCURA LOUCURA LOUCURA! LOUCURA TOTAL!!! O couro no Equador é muito barato, pelo menos a metade do valor do que no Brasil!!! Tive vontade de fazer a louca do cartão de crédito e comprar todas as bolsas que vi, mas me segurei e comprei só um casaco lindo. 7/8 por 138 doletas!!! Jamais ia encontrar algo do tipo tão barato aqui <3




Na feira de artesanato aproveitei pra comprar lembrancinhas pra minha família no Canadá que verei nas férias. Lenços lindos, cachecóis de alpaca e mantas quentinhas, tudo muito barato! E dá pra pechinchar! O paraíso acho que é lá, viu, hihihi...

Também nesse dia fomos ver uma plantação de rosas e descobrimos que o Equador tem coisas lindas. Acho que me impressionaria um cara me dar um buquê de rosas equatorianas, e não colombianas, porque mostraria que ele manja ;).

A noite, ficamos numa hacienda datada de 600 anos tras, com parte da construção feita pelos Incas! Uma coisa tão bizarra que essa foi a única noite que pegamos um quarto grandão e dormimos todas juntas, huahua! Mas estavamos tão cansadas que nem rolou bagunça #fail

No dia seguinte conhecemos melhor a propriedade e pudemos até dar cenourinhas a LHAMAS! Sim, eu vi lhamas andinas ao vivo! Mas não dei cenourinha porque acho essas coisas um risco... Pra minha segurança! Eu hein, elas são vorazes!!! E muito espertas, é só bater palmas que elas sabem que o "show acabou" e dão as costas e vão embora!



Nesse dia também fomos para Quito capital e no meio do caminho, subimos nos paramos - a parte dos Andes que fica acima dos 3.000 de altitudes e nos aventuramos pelo vulcão Cotopaxi. A van nos deixou bem perto, porém ela não pode subir até o refúgio e então tivemos que fazer o trajeto, que não deve ter muito mais do que 1km, a pém. Aos 4.000 e tralala de altitude.



Metade do grupo desistiu, mas fui valente e resolvi subir, já que nunca vou repetir essa aventura. Espertamente, esqueci que tenho a pressão baixa e quase MORRI subindo tanta altitude! A parte da caminhada não era ruim, subindo em zig-zag não dá pra sentir a montanha. A falta de ar também não era tão ruim assim, nem deu tontura nem nada. Mas a falta de pressão... Meu coração não dava conta de bater!!! Várias vezes que parei sentia aquele puta sono de quase desmaio. Claro que só me toquei do porque muito tarde, e ai já que estava ali, continuei nessa aventura. Quando estavmos quase no regugio, no pé do pico nevado, o tempo abriu e deu pra tirar umas fotos bem boas! Valeu conquistar esse desafio =D. A volta foi suave, mas quase descemos rolando a montanha toda, huahua!



Seguimos para Quito e tivemos tempo só de trocar de sapato quando chegamos para uma rodada de negócios. O roteiro dizia que teriamos 1h ara falar com 10 pessoas... Passamos mais de 2h com o que parecia um número sem fim de hotéis e operadores!!! Todo aquele barulho e o fato de ter que ser simpatica com um monte de gente falando espanhol me deu uma dor de cabeça que eu não tinha nem vontade de viver mais!!! Fui a única que voltou pro quarto para tomar banho, enquanto as demais iam conhecer o resto do hotel em que ficamos.

A noite, o jantar foi num restaurante com uma vista linda da cidade. Quito parece Ouro Preto, mas mais bem conservada e com mais atividade. Além da parte histórica, tem uma parte moderno e vibrante, num clima de montanha delicioso. Eu não queria ir embora não!



No dia seguinte finalmente conhecemos um pouco mais de Quito e suas igrejas suntuosas. Uma das maiores lembra a Sé, gótica e com motivos da fauna e da flora do país. Mas a fauna e a flora ao menos estavam fora da igreja no caso de Quito! Também fomos ver como são feitas as quesadilhas - e experimentar também!

Visitamos um museu de arte local e na saída demos de cara com um personagem de animê!!! Um tal de Pikari, um desses Pokemons da vida... Mas não só isso, duas minas JAPAS tavam tomando conta dele! E elas não falavam espanhol! E mal falavam inglês! Só desobrimos que se tratava de uma promoção na América do Sul porque uma das participantes da viagem sabia falar japonês...



No almoço fomos pra fora da cidade, num lugar na borda de uma cratera de vulcão. Se os deuses dos vulcões não estivessem de bom humor, a gente teria morrido nessa viagem, hahaha!

De lá, fomos pro passeio que eu estava mais esperando, a visita a MItad del Mundo! Um vilarejo que tem no meio uma estrutura que marca onde passa a linha do equador!!! Tá, eu sou feliz e nerd, mindeixa! Tiramos fotos, subimos, ficamos apontando pra onde tava o Brasil e o Pacífico e essas coisas. Não deu pra explorar tudo o que tinha por causa da falta de tempo, mas achei interessante B)



A noite, fomos jantar com o vice ministro do turismo. Pois é, não dêem idéia pra Brasília... Tivemos esse jantar porque fomos convidadas pelo ministério pra essa viagem. O cara é muito gente boa, o antar foi bem divertido, mas ninguém mais aguentava comer batata com carne =(

Queriamos ter tido animo pra festar a noite toda, mas olha, chegamos no hotel e fomos capotar. Ah, mudamos de hotel na última noite pra conhecer mais coisas. Esse último era o mais lindo!!! Todo branquinho e neo clássico.



Uma coisa que adorei na viagem é que em todo hotel tinha chocolatinho no quarto. Eu podia voltar rolando dessa viagem, se a gente não tivesse tanta atividade programada durante o dia!



No último dia podemos dormir um pouco mais. Fiz a mala durante a noite para buscarem cedinho porque a rua ia ser fechada pras comemorações da Páscoa, então a van passou antes pra buscar a parte pesada. Deu tempo de tomar café com calma e ver lá do terraço do hotel uma parte das festividades. As meninas desceram, mas como não sou religiosa, ficquei de boa.



Na volta, paramos naquele Fridays LYNDO do aeroporto para almoçar e fazer hora. Com uma wi-fi igualmente excelente <3.

A viagem foi bem cansativa, mas eu gostei bastante do Equador. As pessoas são muito gentis e eles estão se preparando de verdade para receber os turistas, diferente do Brasil onde nada sai do papel=/

Marcadores: , , , ,

that would be me. bye!

#meme: 10 famosos para os quais eu daria
segunda-feira, 8 de abril de 2013 at 22:10
2 comments

A Carol criou esse meme pra quem quiser fazer. Sem regras, só dizer o porque você pegaria essas pessoas famosas. E vale qualquer identidade sexual, galerinha ;). Quem for fazer o meme, posta o link pra eu ir lá ver!

1. Bruno Mars



Ele canta que gosta de você "Just the way you are", que as outras garotas "Ain't got nothing on you", que pegaria uma "Granade" por você... Isso tudo com aquele olhar meigo safado. Ele não é gato, não é alto (um pouco mais alto do que eu, o que não quer dizer bosta nenhuma) e ainda assim eu super pegaria porque ele tem aquela cara de quem tem uma puta pegada. Certeza que toca o terror nas festinhas e as meninihas ficam bem felizes. Mas deve ser do tipo mineirinho e a gente nunca vai ficar sabendo. Só se for sortuda, hehe...

2. John Rzeznik (Goo Goo Dolls)



A Nicas veio perguntar se os Goo Goo Dolls ainda existem... Existem! Só não fazem sucesso no Brasil (infelizmente)...

Uma das razões pra amar a banda é essa ai, esse gato de 47 anos! Todo inseguro, que escreve aquelas letras românticas de chorar de tão lindas... Pegava só por achar lindo demais <3


3. Jason Wade (Lifehouse)



Você pode nem saber quem é, mas vai dizer que essa foto não é delicinha? Um fofo nos palcos, nas entrevistas, em clipes... E de ombros largos. E que escreve coisas como You & Me. Do tipo quietinho, que tem aquele sorriso adorável timido... Nhain, não resisto!!!

4. Hugh Grant



Se toda a lista sempre tem um tiozão, na minha lista o tiozão é o Hugh Grant, amado e eterno! Foda-se que pegou a feiosa da Divine Brown. Também pegou a linda da Liz Hurley. Algo certo ele tava fazendo. E continua, porque, além de apadrinhar o filho da Liz (que casou com outro), já tá no filho número 2 com a "namorada" chinesa. Será que tenho chances???

5. Shannon Leto (30 seconds to mars)



Ser irmão do Jared Leto não deve ser fácil (é tipo ser irmã da Gisele Bundchen), mas entre os dois, o que eu acho que tem a pegada mesmo é o Shannon. Sempre acho que homem bonito demais não se esforça pra ser bom na cama. Não que o Shannon não seja bem apresentavel, mas com a competição estética tão forte com o irmão, ele deve se empenhar mais em outras coisas, haha! Fora que baterista sempre tem braços fortes /ui

6. Kevin (Backstreet Booys)



Vou deixar esse perdido no meio da lista. ESSE É MEU E NINGUÉM TASCA!!! True love never dies, is all I have to say.

7. Lenny Kravitz



No clipe de "Again" ele aparece escovando os dentes só de toalha. Essa cena faz dele elegivel a esta lista. Acho que até fazendo número dois esse cara deve ser sexy. Acho que até os cegos acham ele sexy. PQP, vai ser sexy assim... Ali na minha caminha, pretty plis?

8. Lex Luthor (Smallville)



Não, não quero dizer o ator Michael Rosenbaum (que também é bem pegavél de cabelo, haha), quero dizer o Lex Luthor das primeiras temporadas de "Smallville" mesmo. Jovem bilhardário, cheio de estilo, elegancia, refinamento e bom gosto. Confesso que só acompanhei as primeiras temporadas por causa dele =P. Vivia cercado de mulheres, e não acho que era só pela grana não...

9. Adam Levine (Maroon 5)



Preciso mesmo dizer o porque? Já fiquei cara a cara com isso ai. Devia ter agarrado e nunca mais soltado (6)

10. Collin Egglesfield



Impossível não SONHAR com isso ai depois de ver "Something borrowed"... Até suspiro de lembrar! Beleza clássica, sorriso lindo... E é uma graça no twitter e no instagram! E corre! Dá pra ver nessas pernocas ai. Imagina as estripulias que não consegue fazer em cima da cama ou em qualquer outro lugar? Melhor parar antes de ficar impróprio, HAHAHA!

Hour Concurs: Mathew Lewis (Harry Potter's Neville Longbottom)



Não costumo curtir caras mais novos, mas no campo dos "que mais melhoraram com o tempo" esse sem dúvida é o maior exemplo dessa geração. Ninguém dava nada pro coitado até a premiere do último Harry Potter. WOW! Aprecio bastante, quero ver se sabe usar a varinha mesmo /ui

that would be me. bye!

i'll be overjoyed
at 18:13
0 comments

Não queria criar inveja em ninguém, mas consegui o ingresso pro dia 20.Set no Rock in Rio. Porém, não foi fácil, fiquei 90 minutos tentando! Talvez eu até tivesse outros meios de conseguir esse ingresso (minha mãe até perguntou porque eu não tentei isso), mas não quero ter que dever nada pra ninguém.

Agora existem boatos de que Matchbox Twenty pode confirmar um show em São Paulo. Dizem que é no Jockey Club, mas acho um lugar muito grande. Ou vão confirmar num lugar menor, ou... Posso sonhar? E achar que eles vêm com Goo Goo Dolls? E Lifehouse? Seria tão perfeito <3

Também tenho o primeiro ingresso dos shows que quero ver nos EUA dessa turnê linda conjunta (#mb20 + #ggd) e amanhã comprarei os que faltam. Ai marco a passagem e começo a quebrar a cabeça pra saber como chego de um lugar ao outro, huahua!

E Hanson anunciou shows no Brasil. Ai, ai, minha conta bancária é a única que não gosta muito disso, haha!

Marcadores: , , , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h.
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life