HOME | SOTMB | VY.COM.BR


backstreet's back, alright!
segunda-feira, 29 de julho de 2013 at 14:29
0 comments

Amanhã, 30 de julho, é o lançamento mundial de "In a world like this", o novo cd dos Backstreet Boys, comemorando 20 anos de carreira e a volta do Kevão no grupo =) O primeiro single já saiu e tem clipe lindão e fodão, com uma puta mensagem de amor e igualdade <3 Com tanto tempo, e apesar de todo o preconceito que eles enfrentam de ser boysband, eles continuam chutando muitas bundas!


O meu cd vou comprar direto nos isteites porque tô indo pra lá já, senão tinha comprado online mesmo ;)

that would be me. bye!

#eufui: hanson anthem world tour 2013 - são paulo
segunda-feira, 22 de julho de 2013 at 11:40
1 comments


Já começo o post dizendo que quem tem preconceituzinhu com os Hanson não sabe o que está perdendo e é muito tonto. Desde mmmbop eles mudaram muito e cresceram, afinal, eram quase crianças quando estouraram com essa música. Enquanto você tá ai de mimimi, eles tão lá no palco sendo adorados por milhares de fãs e ganhando alguns milhões. Há anos.

Mas focando no que interessa, esse foi meu segundo show deles, e eu sempre digo que o único arrependimento de ir num show dos Hanson é não ter ido em outros antes. A banda é impecável e o Taylor é muito carismático no palco. O show todo é impecavel, não dá pra reclamar de nada. Como eles vieram há pouco tempo na turnê anterior, nessa turnê eles trouxeram muitas músicas novas. Que confesso que não conhecia, mas pra mim isso não é muito problema.

Fui com minha amiga que é super fã de Hanson e me deixa atualizada sobre os rumos musicais da banda e outra amiga que nunca tinha ido. É sempre legar ir com fã que conhece, tem aquela vibração legal e é sempre legal ver a reação de pessoas que nunca foram antes, elas sempre ficam muito animadas e surpesas da banda ser tão incrível.

Antes do show começar, ainda encontrei a Carol lá no fundo, onde fiquei, mas não vi a Fernanda =(

Pulei muito e dancei muito, o fundão é sempre ótimo porque dá pra ver o show bem, não fica lotado e tem espaço pra pirar=)

Pra mim mmmbop é sempre ponto alto do show, o momento que a galera enlouquece, grita, canta e pula muito! Minha amiga que estava de saia não aguentou e pulamos muito no refrão <3 E como eles repitiram o setlist do Rio, que eu já tinha visto, fiquei esperando ansiosamente por Save Me, a minha favorita deles. E foi fantástico de novo, é o Taylor tocar a primeira nota pra arrepiar imediatamente! E foi lindo cantar a música toda em coro e cazamigue <3

No fim eles fizeram accapella de Get the Girl Back e o Zac pulou no vão do palco pra dar baqueta. Foram segundos tensos até ele voltar da multidão, haha, foi inesperado ele pular e os seguranças tiveram que voar atras dele!

Voltei feliz desse show, com vontade de mais! Pra mim é o que vale num show, deixar saudades, ter a certeza de que foi divertido, ficar feliz no final <3

Marcadores: ,

that would be me. bye!

YEAH!!!
terça-feira, 16 de julho de 2013 at 14:58
0 comments


Não somente Matchbox Twenty anunciou finalmente os shows de SãoPaulo e Curitiba, como também já começaram as pré-vendas para o fã-clube oficial... YEAH!!! Nunca achei que fosse me dar tão bem por conta desse fc e já garanti meu ingresso na pista vip!!! Felicidade maior só se anunciarem Lifehouse no show de abertura, hihihi #sonho

Marcadores: ,

that would be me. bye!

please look after mom
sexta-feira, 5 de julho de 2013 at 11:41
0 comments


"Please look after mom" é um premiado livro sul coreano sobre como uma familia lida com o fato da mãe estar perdida em Seul. Ao longo da história, cada membro se lembra de passagens de suas vidas e como a mãe se encaixa em cada uma delas, de repente se dando conta de que a mãe que tanto menosprezaram é uma estranha para eles.

Eu resolvi comprar esse livro quando passei na livraria e vi a versão em português dele na promoção, "Por favor, cuide da mamãe". Comprei em inglês pois achei que a tradução não seria direto do coreano e sim da versão americana. E estava certa.

Sempre acho que os asiaticos tem uma maneira poética de se expressar, sempre comparando a vida com aspectos muito delicados da natureza. Com um titulo desse, tinha certeza que seria um livro muito triste, mas do qual eu gostaria muito.

Não errei. Talvez eu esteja mais propensa a me identificar com os asiáticos, as histórias invevitavelmente se parecem em algum ponto e aquelas passagens do livro em muitas vezes se pareciam com a vida de algum parente ou da minha própria família. Mas o maior apelo mesmo é que todo mundo tem mãe. E a gente acha que a nossa mãe é nossa mãe e muitas vezes se recusa a pensar em outras facetas dessa pessoa.

O fato de a mãe da história ter sido sempre a mãe e nada mais para a sua família é o que faz desenrolar o enredo. Com a falta dela, cada membro, 04 filhos e o marido, revisita sua relação com a mãe e como suas vidas foram afetadas por cada coisa que ela fez por eles. E como eles nunca deram o devido valor aos seus sacrificios e o amor imenso que ela tinha por cada um, ao seu jeito.

Confesso que o primeiro capitulo é mais arrastado, mas depois deslancha de você não querer parar de ler! Cada parte é da perspectiva de um membro, e o livro se fecha da perspectiva do primeiro personagem apresentado.

Acho que todo mundo deveria ler esse livro pra refletir sobre o relacionamento que tem com as pessoas ao seu redor, não só com a sua mãe. O quão bem você conhece cada pessoa que diz amar? Não deixe pra amar amanhã, ame hoje, de verdade. As pessoas podem ser ainda mais interessantes do que você imagina.

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h.
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life