HOME | SOTMB | VY.COM.BR


#eufui: foo fighters, morumbi 23/02/2015
terça-feira, 27 de janeiro de 2015 at 10:30
0 comments

A primeira vez que decidi ver Foo Fighters ao vivo foi na época do lançamento de "Back and Forth", o documentário sobre a história da banda e o making off do cd "Wasting Light". Achava que mesmo não sendo a maior fã de rock, seria um show que valeria a pena. Logo depois eles foram anunciados no Lolla e ganharam meu respeito anunciando que não importava que era um festival, eles viam tocar mais de 2h no set deles.

Veio abril de 2012 e eles cumpriram o prometido: 2h30 de puro rock and roll. A gente tava lá atrás, nem dava pra ver o palco, mas foi um dos melhores shows que já vi na vida. Eu e minhas amigas prometemos que voltariamos para um próximo show.

Três anos depois e eles voltaram, desta vez pra turnê própria do cd novo, "Sonic Higways". Da outra vez minha restrição era ser em festival, dessa vez, era ser no Morumbi. Pior local de shoow do planeta: longe, ruim de chegar, de trafegar e na maioria das vezes, o som é uma bosta. Compramos ingresso de pista para pelo menos conseguirmos ouvir o show.

Cheguei cedo com uma das minhas amigas e pegamos um lugar no meio, pro lado. Não sei de quem foi a idéia imbecil de montar aqueles barracões brancos no meio do estádio >.<

O primeiro show de abertura, dos Raimundos, começou pontualmente um pouco antes das 19h. Não sou fã da banda, mas eles são simpáticos. Primeiro sinal vermelho: o som falhou no meio de uma das músicas. Morumbi, pior local de show da existência.

O show do Raimundos foi curtinho. São pedro mandou um chuvisco, mas nada grave. Pausa e uma meia hora depois, subiram os Kaiser Chiefs pra se apresentarem. De novo, não sou fã, caguei pro show deles. Já tava começndo a ficar irritada com as pessoas fumando. Quando vão proibir essa bosta?

Foi noo show do Kaiser Chiefs que chove forte. Eu sempre levo minha capa de chuva, então me protegi e fiquei quietinha no meu canto. Eu fiquei, mas sempre tem as vacas que gostam de ficar ppastando o show inteiro. Elas não estão atrás de bebida, comida,ou um lugar. Elas tão pastando mesmo. Bando de gente cretina >.<

No meio desse set, outra amiga minha chegou. 2 anãs e uma com altura mediana. Ninguém conseguia ver o palco, ou os telões. E o som tava irregular.

Pontualmente, Dave Grohl e cia entraram no palco. Gritaria. Cumprimento da banda. Som. Dos bons. A banda começou o set com "Something from Nothing". E o som foi pras cucuias. Tão baixo que a gente nem precisava fazer esforço pra conversar. Morumbi, estrutura lixo! mais de 300 dilmas gastas pra não ouvir nem ver nada? Que ódio. Ainda ficamos algumas músicas por ali, mas começou a ficar muito apertado e muito abafado. Para não ver e não ouvir nada, prefiro ficar em um lugar mais tranquilo.

Foi ai que tivemos a melhor idéia da noite. Demos a volta na torre de luz, onde estava uma barraca de merchandise, e encontramos um telão, muito espaço, e uma caixa de som! A partir de então comecei a curtir o show: som bom, telão, e até dava pra ver um canto do palco (de novo, quem é o imbecil que achou aquelas tendas uma boa idéia? odeio organizadores de show nesse país, um bando de mercenário burro!).

Como da outra vez, acompanhei o setlist dos shows anteriores pra saber se minha música favrita, "Generator", ia tocar. Tocaram na Argentina e em PoA. Tava muito animada! Mas ai... Bam! Eles trocaram por "Monkey Wrench" =( Confesso que rolou uma decepção, mas pelo menos eu fui no shw de 2012 e eles tocaram. Pra compensar, Dave Grohl tocou "Wheels" acústica e foi lindo! Alias, noo momento acústico ele veio pra frente da passarela e conseguimos até vê-lo!


Antes até de "Wheels", Dave chamou um rapaz do público que queria pedir a namorada em casamento. Fofo! E fofo que Dave não conseguia falar o nome do noivo, hahaha!

O set do meio, no palco rotatório, só deu pra ver por causa dos telões. Afinal, um arrombado filho de uma puta que pôs aquelas tendas brancas ou não pensou que o resto do público não ia poder ver nada (burro!) ou fez de propósito (morra!).

Nesse set do meio a banda parecia bem mais animada. Eles se maravilharam com o coro do público, com as luzes dos celulares iluminando o estádio, interagiram, fizeram jams intermináveis... Enfim, um verdadeiro show dos Foo Fighters!

No último set eles tocaram músicas mais conhecidas, e claro, "Best of You". Esse foi o melhor momento, o coro mais forte do publico. E mais infindável também! Tão infindável que Dave teve que nos mandar calar a boca, hahaha! Foi lindo, só ele pode <3

O fim, como sempre, foi "Everlong". Amo a música, mas fico triste de saber que o show acaba com ela =( Por mim, teria ainda mais umas 10h de show, porque, olha, Foo Fighters sempre vai ser um dos melhores shows da minha vida <3

Marcadores: ,

that would be me. bye!

ano novo, novos amores
segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 at 10:30
0 comments

Eu sou uma cat-person. desde criança eu sempre gostei mais de gatos do que de cachorros. Minha mãe nunca nos deixou ter pets em casa, então a gente tinha que se contentar com os bichos da minha vó.

Quando eu era criança, ela tinha uma de pelo comprido que já era velhinha e cega quando eu era pequena. Durou um tempão ainda, e era o cachorro que ficava dentro de casa. Tinha até seu lugar no sofá!

Logo depois uma prima deu um vira lata pra ela. O cachorro mostrava os dentes ao sorrir! Mas ele era o cahorro do quintal, não podia ficar entrando em casa.

Mas os gatos... Tinha o mais velho que era gordão e sentava na privada pra fazer as necessidades. Melhor gato!

Depois apareceu uma gata com 2 gatinhos, um deles todo preto <3. A femea conversava com a gente. E depois deu uma cria imensa. Minha vó ficou com 2 e deu o resto. Pêlo gostoso, limpinho. Todos os gatos tratados a filé mignon (de verdade!).

Sempre gostei mais dos gatos porque não pulavam, não latiam e não requeriam muitos cuidados. De vez em quando eu queria pegar eles colo, eles odiavam, mas era passageiro.

Ai ano passado, meu irmão e a namorada resolveram comprar um poodle toy. De todos os cachorros, um dos mais chatos! Com 2 meses, era uma bola de pelo que nem latir sabia. Tremia só de passar a mão. De tanto bicho pra adotar, eles vão lá e compram logo o mais pentelho?

Mas o tempo, ah... Veio o fim do ano e fomos para a praia, todo mundo no carro, inclusive o cachorro pentelho. Que até que aprendeu a latir. E ai, sendo minha companheira de assento, a gente criou um laço. Eu, pagando a lingua, comecei a me divertir com aquela mini bola de pelo. Que gosta de babar no cabelo alheio, escalar as pessoas no carro e faz xixi nos lugares errados na maioria das vezes.

Agora, meu instagram se vê lotado de fotos dessa bola de pelo que só é legal pra mim e pros donos, mas que eu acho linda e sinto falta quando não tô pentelhando. Nem dormir eu deixo o cachorro dormir em paz. Quero pegar e fazer latir e pentelhar até cansar.

É verdade que é muito mais fácil ser "tia", sem limpar as cacas e tomar conta de verdade, e deve ser por isso que eu acho legal essa coisa de poodle toy bebê. Mas ó, começo 2015 com uma nova paixãozinha e alegria de viver <3



Marcadores: , ,

that would be me. bye!

#rotaroot meme: 5 filmes ou seriados para ver nas férias
quarta-feira, 21 de janeiro de 2015 at 12:16
0 comments

Férias é época de se divertir. Nada de ficar deprimido e macambuzio.

1. Curtindo a vida a doidado (Ferrys Buller's Day Off)

Clássico da sessão da tarde e da geração anos 80. Um filme com um sonho adolescente: matar aula em grande estilo e tomar a cidade em um desfile! Geraçãoes conheceram o Twist and Shout com o Ferrys.



2. Patricinhas de Berverly Hills (Clueless)

Outro clássico, desta vez dos anos 90. Uma adaptação do romance Emma, de Jane Austen, no mundo de riqueza e gramú de Berverly Hills. Sonho era ter aquele programinha de computador que combinava as roupas do guarda roupa. E que guarda roupa! E Paul Rudd, né <3



3. Popular

Durou só 2 temporadas, mas essa série era ótima pra tanto dar risada quanto para chorar. Também mostrava a vida em BH, em uma escola com seus populares e seus súditos. Amava o figurino da personagem Sam <3



4. Heptalogia Harry Potter

Porque se você tem tempo livre, é sempre bom rever! Ou melhor: reler e depois rever cada parte! Dispensa outras apresentações ;)



5. Filmes de princesa Disney

Porque é férias e é permitido assistir o que der na telha. É bom se imaginar numas férias escolares infindáveis vendo clássicos da infância <3

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h. [projeto disney]
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life