HOME | SOTMB | VY.COM.BR


pra quem viaja, não existe diferença entre fds e dia normal
terça-feira, 22 de setembro de 2015 at 14:03
1 comments

Eu trabalho basicamente nos fins de semana. Sexta, sábado, domingo e segunda são meus dias de trabalho de verdade. E geralmente só a tarde.

Só sábado que trabalho de manhã. Das 9h30 as 21h30. Parece pesado, mas até agora está sendo sussa. Sábado é o dia mais calmo dos alunos, eles não tem nenhuma obrigação (domingo tem missa na capela de manhã e tem horário pra acordar, de sábado não tem), mas é mais puxado pra gente que trabalha, porque temos que dar atenção o tempo todo o dia todo paa os alunos e arranjar o que eles fazerem. Tem aluno que simplesmente não fica parado!

Eu cheguei já sabendo que iria levar uns alunos para fazer compras de manhã e de tarde. Dei o café da manhã pra um deles e dei uma enrolada até dar a hora de sair. Estava tudo bem. Passamos na casa onde eu moro para pegar outro aluno (e outro co worker) e fomos pro mercado.

Nesse meio do caminho, tudo parecia bem. Até que do nada eu levei um puta tapa na cara!!! Nossa, na hora, além da dor, eu fiquei é puta. Porra! Agredida por nada! Mas ai tenho sempre que lembrar: eles não fazem por querer. Alguma coisa no meio do caminho deve ter irritado ele e foi a forma de reagir. É estranho, só estando aqui para compreender que realmente, pessoas com necessidades especiais pensam e reagem de uma forma diferente e elas não fazem de propósito. Na maior parte do tempo, elas são comportadas (é diferente de alguém que tem plenas capacidades mentais e ESCOLHE ser filho da puta).

Chegamos no mercado e seguimos a lista de compras. É ai que a gente entende que por mais fluente que alguém seja, nunca será 100% fluente numa língua que não é a sua materna. Várias coisas na lista que eu não tinha nem noção do que eram!! E isso era só de vegetais...

Voltamos na hora do almoço e tudo correu normal. Ah, o aluno me pediu desculpas depois. De tarde, tinha compras de super mercado com o outro que se comporta direitinho, então foi bem tranquilo e quase relaxante, mesmo com o super mercado cheio de gente. A única distração foi um monitor de segurança. Como uma crianca, ele ficou se observando passar pela câmera algumas vezes, haha!

Voltamos um pouco antes do supper e a noite correu tudo bem também. Apesar dos pesares, o dia foi bom, e passou rápido devido as saídas.

Dia seguinte só trabalhei a tarde (14h as 22h) e foi bem tranquilo também. Não saimos do campus, mas demos uma boa volta na propriedade com 2 dos alunos. No fim de semana passamos muito tempo com os alunos e temos que arranjar atividades, por mais simples que pareçam. Eu acho complicado porque dá margem pro aluno pegar confiança e ficar folgado com os co workers as vezes.

O jantar foi meio tumultuado porque um deles não queria ficar na sala de jantar e fcou muito agitado. Levei outro tapa >.< Ai o shift leader botou ele pra fora e o menino fez o maior drama, coitado, mas no final tudo se resolve. São mesmo crianças grandes, com certas dificuldades. Não dá pra culpá-las.

A noite foi melhor, acho que tudo melhora com comida, né? Hahaha!

Marcadores: , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h.
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life