HOME | SOTMB | VY.COM.BR


2015 sendo 2015 até os últimos instantes!
sexta-feira, 22 de janeiro de 2016 at 10:00
1 comments

Quando minha irmã canadense foi me visitar no Brasil fomos comprar um charm pra pulseira Pandora dela e eu comentei que era bem caro, por isso eu nunca tinha cogitado comprar uma. Claro que no natal, minha família resolveu me mandar uma (minha mãe canadense trabalha numa joalheria)... Em cima da hora pro Natal. O correio passou aqui antes do natal e deixou uma notificação, porque, alfandega que se preze taxa pacote aleatoriamente em qualquer lugar do mundo. Mas a vantagem é que aqui a gente pode pagar online e agendar a entrega. Mais ou menos.

Como não tinha ninguém por aqui na semana do natal, esperei até a segunda pra passar na recepção pra pegar a carta pra pagar. Paguei, agendei a entrega pro dia seguinte... E claro que a pessoa que disse que estaria na recepção na hora não estava ¬¬. Tive que ligar lá e perguntar se fariam e entrega no dia seguinte e que horas.

O dia seguinte foi dia 31 de dezembro. Segundo a companhia que faria a entrega, até a metade do dia tudo estaria funcionando normalmente e eu poderia esperar a entrega tranquilinha. Pero no mucho. Não confiei que teria ninguém na recepção, claro, e acordei cedo pra epserar na janela o carro passar. Esperei um tempão, mais de hora. Pro carro da Royal Mail (o correio "oficial") passar direto sem parar aqui nem tentar tocar a campainha!!! Nossa, fiquei muito puta, liguei lá, fiz o maior escarcéu, pedi ajuda em todas as redes sociais, o maior escandalo mesmo! Ai descobri que como era uma encomenda internacional, deveria ser entregue pela Parcel Force e que, aparentemente, as 10h da manhã, o carro ainda nem tinha saído da distribuição. Mas que também não tinha horário pra passar aqui, mas que o pacote ia sim ser entregue. E eu na maior gastura porque ainda tinha que me arrumar pra ir pra Londres!!! Mas no final das contas, o carro passou com a entrega as 11h30 e eu conesgui receber meu presente.



Claro que eu muito loka já fiz até wishlist no site, haha! Não que eu vá realmente enlouquecer de gastar todo meu dinheiro em charms, mas como eu gosto de ter lembrancinhas das viagens, pelo menos posso concentrar na pulseira, que ocupa muito menos espaço que todos os copos e canecas que eu geralmente gosto de comprar, hahaha! Já sei que é assim que vou lembrar de Paris e daqui <3

Bom, depois fui comer e me arrumar pra ir pra Londres, encarar multidões e frio pra ver os fogos de artifício. A #braziliansquad claro que se atrasou, o que foi bom pra eu me arrumar com mais calma, depois da correria da manhã.

Saimos no meio da tarde, que já estava escura, sem nem idéia de como chegariamos ao centro de Londres que deveria estar fechada. Tudo o que sabiamos era só que tinhamos o plano perfeito de estacionamento gratuito, haha! Deixamos o carro perto do Crystal Palace e de lá pegamos um ônibus pro centro - iriamos descer o mais perto possível.

De fato o centro estava fechado para veículos, então descemos um pouco longe e tivemos que andar. No frio. Devia estar tipo uns 2 graus. E nessa terra venta.

Eu estava super encapotada, aprendi muito passando 7h30 no frio da Times Square há 10 anos. A única parte ruim é que ir no banheiro era uma missão com tantas camadas. Me recusei a ir no meio da rua. Perto do centro tinha banheiro químico, mas também não usei. No fim, resolvi simplesmente não tomar nada e consegui não ter que usar banheiro no meio da muvuca. Fizemos uma parada antes de chegar em Londres e depois entrei em um hotel e usei o banheiro bem confortavelmente. E depois da muvuca, fui no banheiro da estação de trem.

O show de fogos acontece na London Eye e a região imediatamente em torno dela fica fechada. Pra assistir a queima ali de pertinho tem que comprar ingresso online com antecedência. Ou então assistir de outros pontos da cidade.

A gente acabou chegando cedo e ficou dando voltas pela região. Passamos por uma igreja que estava dando banheiro limpo, café, chá e sopa a vontade pra quem passasse pela rua. Achei bem fofo, e os voluntários que estavam trabalhando nessa ação foram muito simpáticos.

Lá pelas 23h resolvemos buscar um ponto pra ver os fogos da ponte seguinte a ponte do Big Ben. Não estava muito lotada, mas logo começou a chegar mais e mais gente. E os brasileiros reclamando de ficar 1h de pé esperando pra ver fogos... Pfff, sabem de nada!!!


A parte estranha é que não tinha nenhum som, os fogos não faziam muito barulho de onde estavamos e não tinha nenhuma trilha. As pessoas nem pareciam muito empolgadas, então é claro que a brasileirada se sobressaía e foi quando descobrimos alguns grupos perto de nós gritando "feliz ano novo!", hahaha!


Esperamos dar uma esvaziada e tentamos ir pro So-Ho.


Só tentamos. Paramos na Ponte de Westminster, não conseguimos atravessar porque estava fechada, ficamos dando volta e só tipo lá pelas 2h da manhã conseguimos chegar num metro!!! Sério, não sei de onde apareceu tanta gente!!! Tá certo que as estações mais próximas de verdade estavam fechadas e caminhamos até Waterloo pelo menos, mas não era pra demorar tanto!!!

Chegamos exaustos na estação e decidimos abortar a balada e voltar pro carro. Só o Gui pode dirigir o carro da fazenda, então resolvemos deixar ele descansar antes de pegar a estrada de volta. Por sorte o metrô e o trem stavam de graça a noite e não gastamos nada pra voltar pro carro, hehe.

E nossa, eu estava EXAUSTAAAAAA! Entrei no carro e simplesmente apaguei!!! Cheguei em casa e morri na minha cama, de roupa e tudo, nem apaguei as luzes nem nada (achei que ia chegar em casa, ar uma encostada antes de tomar banho e então dormir, hahaha)! Acordei de manhã pra tomar banho, ainda morta de cansaço e voltei a dormir até o meio da tarde! Sério, eu precisava daquele sono todo!

Marcadores: , , , ,

that would be me. bye!

passeio em brighton
quarta-feira, 20 de janeiro de 2016 at 10:00
0 comments

O dias depois da viagem linda pra Amsterdã foram bem mais relax - até porque gastei todo o dinheiro que tinha, haha! O Henrique chegou a ir pra fazenda pra umas festas, mas eu preferi ficar em casa, mesmo sozinha (as alemãs voltaram pra casa e o filipino foi visitar a família no País de Gales). Achei que teria mais receio, a casa é enorme, mas é o alvo mais fácil do campus todo porque é bem na porta de entrada e eu achava que não tinha mais ninguém nesse lugar (achava que todos os voluntários tinham ido viajar e quenão tinha respite nessa época do ano).

O Gui, da fazenda, já estava há algum tempo falando de ir pra Brighton, mas nunca calhava de dar certo. Como eu e o Henrique estavamos de férias, ele resolveu pegar todo mundo e finalmente pegar a estrada.

Brighton é uma cidade litôranea há 2h30 daqui, mais perto de Londres, conhecida como uma das cidades gay friendly da Inglaterra. É uma cidadezinha charmosa, com bom comércio e bastante gente. É bem turística.



Não tava o dia mais lindo do mundo e o vento e o chuvisco foram meio deprimentes, mas a cidade foi bacana. Não é o passeio mais encantador de se fazer no inverno. Do tanto que o Gui falava de ir pra lá, achava que ele tinha um plano de visita, mas no final, ficamos só caminhando a esmo. A Paula disse que recomendaram uma visita até lá, mas acho que tem coisa mais interessante de se visitar na Inglaterra. Aqui perto temos Bournemouth e achamos a cidade meio parecida, então no final foi só um passeio relax num dia qualquer, já que a gente tá passando o ano aqui. E pra variar, claro, encontramos alguns brasileiros que també estão passando uma temporada por aqui, no pier.

Pra não dizer que não tem nada, nada mesmo lá, as pessoas são bem bonitas e é realmente como passear num imenso posto 9 (no RJ) de diversidade sexual. Talvez se eu fosse da pegada, eu tivesse achado um pouco mais interessante.

Marcadores: , , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h.
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life