HOME | SOTMB | VY.COM.BR


#euvi: la la land
quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017 at 10:30
1 comments

Um dia na vida eu achei que estudaria Audio Visual na ECA e seria uma cineasta bem sucedida. Acompanhava tudo sobre cinema, assinava até revista sobre isso.

Isso foi na minha adolescência. Continuo gostando de um "red carpet season", mas deixei de acompanhar ferrenhamente o mundo do cinema. Então quando decidi assistir "La la land" no cinema foi mais pelo fato de não ter mais nada pra fazer do que pra preencher qualquer "lista de indicados assistidos". E escolhi ele porque se falou tanto, tá indicado pra tantos prêmios, que eu achei que ia ser bom, né?

O problema começa quando ninguém consegue definir sobre o que é o filme. Várias pessoas que eu vi que gostaram disseram que era difícil de definir. Então eu vou contar: é um musical que acompanha o relacionamento da personagem da Emma Stone, a Mia, com o personagem do Ryan Goslin, o Sebastian, e suas vidas de aspirantes a estrelas em Los Angeles (LA la land, ahn, ahn?). Mostra como eles se conhecem e como o relacionamento deles se desenvolve, com vários números musicais ilustrando.

A partir daqui não me responsabilizo por spoilers!!!

Começa que eu não gostei do primeiríssimo número musical do filme. Tanto espaço, tanta gente, com uma música que não empolgou.

Ver o Ryan Goslin tentar cantar e dançar também me deu AQUELE alívio de ele ter recusado o convite do AJ pra fazer parte dos Backstreet Boys.

Mas a Emma Stone faz seu trabalho direitinho, e tem as partes mais divertidas, principalmente nos números com as roomies. Quem amamos aquele figurino color block delas???

A história é ok, o problema é que eu não gostei da forma como isso foi transportado pra tela. Como filme, achei ele bem mediocre. Não entendo de verdade qual o hype da academia entorno dele. Tanto filme por ai com história melhor, que tenho certeza que como filme também é mais interessante que La la land, e que não ganhou tanta atenção. Sério que como filme até o filme da Bridget Jones é melhor.

Pra não dizer que odiei tudo, achei bem legal o desenvolvimento do personagem do Ryan Goslin, embora o ator mesmo não faça muito esforço durante o filme todo pra atuar con muita convicção. Fiquei com um pouco de dó do final dado pro Sebastian, embora entenda que nem tudo é "happily ever after", mas gostei de ver ele se transformando do idealista imatura para o romantico incuravel e o homem de negócios que ele precisava ser pra atingir seus objetivos. Gostei que ele resolve assinar contrato com a banda pra dar segurança pra Mia, mas que ele nunca deixou de ser o maior cheerleader da vida dela. E amo como ele vai atrás dela pra fazer ela reaizar seu sonho. E a cena no exterior do observatório. Nossa, de cortar o coração! Mas é tão linda! E por mim se o filme tivesse acabado ali, já estaria de bom tamanho.

Agora aquele fim dela, com um cara X, toda bem sucedida com a vida perfeita, BLERGH GRANDÃO! De verdade, precisava de TANTO açucar nesse tipo de filme? Meu deus, só faltou aquela criança sair santando e sapateando no final! NÃO gostei, nada vai me convencer de que aquilo era necessário, ainda mais em contrapartida ao final do Sebastian. Que eles não ficassem juntos, ok, mas não precisava pirar tanto na batatinha assim com o final dela.

Eu fiquei com aquela sensação de que La la land leva aquele hype de 500 dias com ela, em que um cara apaixonado tem uma história de coração partido contada pra gente ficar com dózinha dele. Exceto que eu gosto mais do Sebastian do que do cara dos 500 dias (que eu não lembro o nome sem ter que pesquisar).

Eu sei que vai ter muita gente que vai querer me xingar por causa dessa resenha, mas eu não consegui gostar desse filme e ainda sai mega deprimida do cinema. Não vou torcer pra ganhar Oscar não, não gostei, acho que é tão nada a ver ganhar quanto quando Crash ganhou.

Marcadores: , , , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h.
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life