HOME | SOTMB | VY.COM.BR


as pirocas do tinder
sexta-feira, 10 de janeiro de 2014 at 10:07
1 comments

Pra não enganar ninguém, escolhi um título bem direto. Se você nunca viu um pênis ao vivo num contexto sexual, ou se tem medinho, ou vergonha, ou qualquer coisa parecida, pode parar de ler o texto por aqui.

Fui compelida a escrever esse texto pela Carol, mas não é sobre ela, ok? A coitada tem que me ouvir/ler falar de muita coisa retardada. E fui eu que a impeli a usar o aplicativo do título. Acho que devo uma a ela, já que ela só se meteu nas histórias bizarras que se meteu porque eu pus a sementinha da curiosidade na cabeça dela, haha! Alias, leiam os textos dela sobre o tinder, muito melhores dos que os meus jamais serão.

Mas enfim, não vim aqui fazer propaganda do blog dos outros aqui. Nem tô sendo paga pra isso, haha! Alias, nem pelo tinder, que me deve uma.



Vou confessar que instalei esse app há um tempo, usei regularmente por uns 50 dias e depois cansei. No começo não tinha muita gente. Depois, gente demais. Antes os caras falavam, e falavam, e só falavamzzzzzzz... E depois nem isso. Mas num fatídico fim de semana em que minha balada miou e não tinha mais nada nem ninguém pra me entreter, eu resolvi voltar pra essa bagaça. Pra quê, né?

Não demorou muito pra começar a aparecer uns perfis maliciosos. Uns caras sem muita roupa. Perfil de torso. Sério. Então, logo, não demorou pra surgir foto de pau. Pinto, pênis, piroca, como quiser chamar.

No começo fiquei meio chocada. Sério, homem pelado não é muito bonito. Fica aquela coisa pendurada (ou não), sei lá, homem de cueca é bem mais sexy. Fora que não deixa nada pra imaginação, aquele misteriozinho básico, sedutor. Além do que quem gosta de ver pinto é viado.

Só que assim, eu não me deparei com um pau médio. Foi uma senhora piroca. Pior que a foto do membro em questão, só a descrição. Estudante de arquitetura e ator de filmes adultos. Tá explicado, né? Eu não fico vendo p0rn (embora não tenha nada contra quem vê, só acho meio vergonha alheia aquele bando de ator que não sabe atuar), mas do pouco que já vi, nenhum condiz com a realidade que a gente encontra na balada, no bar, na vida real.

Esse, o ator de filmes adultos, foi o maior. E nossa, como era grande (na foto). Daquele tipo que assusta. Que parece coisa de filme mesmo. Mas não foi o único, claro. Muita foto de umas cuecas bem recheadas, se é que me entendem.

Mas ai eu parei pra pensar. Claro que a foto do pau não era a foto principal. Eu tive que entrar no perfil do cara. E só entrei porque eu achei a primeira foto minimamente interessante. Claro que a descrição foi um let down, mas muito perfil não tem descrição e você tem que acreditar no que as fotos te dizem. Ai você dá um like, pode virar um bom papo e um encontro. E uma ida ao motel. E?

Acho que eu nunca tinha parado pra pensar que homens em geral não são exatamente proporcionais. Quer dizer, já me deparei com caras baixinhos com pênis nada pequeno e caras altos com um pau nem tão grande assim. Mas nunca com coisas desproporcionais. Essa coisa do pau ser pra fora proporciona uma infinidade de tamanhos e formas surpreendentes.

Ai você lá no motel e a hora que o cara tira a roupa, ele tem 3 pernas. O que você faz? Sério, tô falando de algo muito grande. Daqueles que só os vídeos de sacanagem do whatsapp proporcionam. TO-DAS as minhas amigas, quando deparadas com uma super jeba, falam que prefeririam fugir. Fingir desmaio. Ter uma diarreia. Dar pra um treco desses? Nem morta! Nem entra!

Então, no fim, eu vi que fotos de pirocas no tinder são uma utilidade pública. Porque um rostinho bonitinho e inocente pode esconder uma anaconda. E ninguém quer tem uma surpresa tão grande assim na cama.

Sério, garotos, se vocês forem acima da média, coloquem fotos dos seus orgulhos em perfis de sites de encontros. Deve ter gente que curte ser empalada. Outras, nem tanto.

Marcadores: , , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h.
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life