home | sotmb | vy.com.br


sexta-feira, 13 de setembro de 2019 at 15:07
1 comments
#evi: um crush a altura (tall girl)

Eu sempre vou começar o post falando que eu sou a rainha das comédias romanticas, ainda que as vezes eu chegue meio atrasada no rolê. Mas dessa vez, estou aqui do futuro, falando de um filme que acabou de estrear na nossa amada Netflix: Tall Girl (que tem uma tradução incrivelmente muito melhor em português como "Um crush a altura"!).



A premissa desse filme é que a protagonista, Jodi, é uma garota MUITO alta. Tipo, a pessoa mais alta do colégio. E ela sofre um leve-pesado bullying com isso, além de ter suas chances no amor diminuídas (não foi um trocadilho intencional!). Óbvio que ela tem uma bestie ponta firme que tenta fazer a menina enxergar o melhor de si e um amigo de infância muito apaixonado por ela (do tipo irritantemente apaixonado). Ela já nem tinha lá muitas esperanças de encontrar alguém pra namorar na high school quando um unicórnio aparece na escola. Não um unicórnio literal, claro, mas um cara muito alto, e também muito lindo, na forma de um intercambista sueco. Que claro, vai parar na casa do amigo que tem aquele crushzão na protag. Só que não é só a Jodi que nota o cara, todo mundo nota ele!

Não preciso mais descrever o filme, porque é uma comédia romantica adlescente e vocês podem intuir o resto.

Então sim, spoiler alert (!!!), o filme é um clichezão. Mas não perca as esperanças! O filme é fofo!

Se você está para assistir esse filme e não quer estragar as supresas, não leia o resto desse post!

É um filme adolescente bobo, muito óbvio, mas que te faz querer esperar mais. A história não é ruim, muito pelo contrário. Jodi não é loser, mas a altura dela a deixa insegura com muitas coisas. O amigo que tem crush nela é um tampinha meio nerd, que não para de dar em cima dela em todas as cenas e é bem chato. O intercambista é um unicórnio. Óbvio que apesar de todas as garotas populares darem em cima dele, ele fica interessado na protag. Mas a queen bee residente já laça o bonitão logo de cara. E o amigo crushado nela também não exatamente ajuda, ele dá uns conselhos bem egoístas por causa de ciumes, o que complica um pouco a vida da Jodi. Rola um momento desentendimento em que ela tenta fazer ciumes no intercambista e até dá um pouco certo. Até as inseguranças do próprio unicórniozinho, que não é tão perfeitinho assim, também lambuzam a história. E como isso é um filme contemporaneo, rola aquele momento Gossip Girl em que Jodi descobre como nenhum adolescente é tão santo quanto parece através de um vídeo e "percebe" que seu amor de escola é aquele nerd tampinha que enche o saco dela toda hora. Argh! Eu odiei esse fim!!!

A bem da verdade, qualquer fim seria meio besta, mas achei bem forçada a história do vídeo que desmascara nosso até então principe encantado. E diferentemente de "Vestida para Casar" em que a mocinha gradativamente se apaixona pelo cara chato da história, eu não vi nada que demosntrasse sequer uma química entre os dois!!! Na verdade, eu ainda tô com ranço dele, porque patcha menino chato do cacete! Aliás, eu teria ficado muito feliz se ela tivesse mandado tudo as favas e ficasse feliz solteira com a bestie dela, porque tudo que a gente precisa na vida, no fim das contas, é uma amiga que esteja do nosso lado, mesmo que seja pra dar uns puxões de orelha de vez em quando.

Mas ainda assim, não desista desse filme! Ele é fofo, apesar de tudo, e com 100 minutinhos te faz mais leve!

Marcadores: , , , , ,

that would be me. bye!

quinta-feira, 12 de setembro de 2019 at 10:30
0 comments
Desenhos animados para crianças pequenas

MAOEEEEEEEE! Quem é que invadiu esse bloguitcho???

Não temam, meus caros! Estou sumida, mas não enlouqueci (ainda)! Porém acho que passei tempo demais com uma criança vidrada em televisão e já tô me sentindo quase expert em entretenimento infantil, HAHA!

Uma vez eu li no twitter um cara falando sobre como hoje existe uma oferta infindável de desenhos para crianças, mas como os pais tem que estar muito atentos ao que seus filhos consomem. Na minha época a gente só tinha a tv e uns poucos canais, e a não ser que os pais pudessem sentar com seus filhos para ditar o que podia ser ou não vista, a gente era exposto a coisas boas e ruins ao mesmo tempo. E os desenhos, eles influenciam muito no comportamento das crianças! Não é um exagero a "curadoria" que alguns pais fazem na programação de suas crianças.

E eu já vinha sentindo isso no meu sobrinho. Quando ele chegou no Japão, não sei porque carga d'água ele via muito a tal da "Masha e o Urso". Ele gostava muito! Desde o primeiro episódio que eu vi, achava a Masha uma chata! Que criancinha ensandecida! Mas com o tempo, fui "conhecendo" melhor e percebendo que meu sobrinho estava agindo como ela. Não, ele não entrou na floresta e ficou amigo de um urso, esse seria o menor dos nossos problemas. Ele começou a ter aquele comportamento errático da Masha! De correr e fazer o que desse na teclha, sempre correndo e gritando e dando aquela risadinha diabólica! Até que chamei a atenção do meu irmão e da minha conhada e eles pararam de deixar ele assistir aquela peste.

Não vou dizer que é fácil ditar regras para os desenhos que crianças podem ver. Elas gostam do que elas gostam. Mas não dá pra deixar elas assistirem qualquer coisa que as prejudique, principalmente quando afeta seu comportamento!

Mas resolvi trazer 2 desenhos que tem prendindo a atenção do eu sobrinho de 3 anos e que são educativos, fofos e bem neutros.

Super Monstros


Os Super Monstros são filhotes de monstros na pré escola. Durante o dia são crianças "normais", porém "quando o sol se põe... Os monstros aparecem!". Na escolhinha eles aprendem a domar seus super poderes, enquanto aprendem a lidar com ciúmes, egoísmo, falta de apciência, etc. Sempre de uma maneira paciente, divertida, lúdica e simples. Igor e sua neta Esmie os guiam durante as noites na escolinha.

O desenho é muito fofinho, e tem personagem pra todos os gostos! Além disso, eles são bastante diversos: o dragãozinho é chinês, o lobinho e a "vida/morte" tem origem hispanica, a zumbizinha é afro descendente... E nada disso parece importar entre eles, porque se tratam de igual para igual! De verdade, meu sobrinho provavelmente não nota nenhuma diferença porque ele é muito pequeno, mas jaá é importante introduzir esses conceitos, ainda mais porque ele é um estrangeiro na sua residência e logo vai para uma escola japonesa...

Também gosto que ele ensina coisas importantes como ajudar os amigos, ajudar nos deveres de casa, ajudar a solucionar problemas... E a não se sentir mal pelos percanços da vida. Além do que, é um desenho que prende a atenção dele (não vou dizer que é 100%, mas por exemplo ele sempre senta pra ver a abertura, com as crianças se transformando, pra poder falar quem é cada um!), o que é um milagre com as crianças de hoje em dia...

A série é da Netflix, tem 2 temporadas e volta a ter episódios novos em outubro. Além dos episódios lineares, tem os "filminhos" temáticos.

Vera e o Reino do Arco Iris


Vera é uma menininha cheia de energia e muito solicita que adora ajudar todos no Reino do Arco Iris. Porém, como toda criança, ela as vezes se mete em algumas consfusões, mas para sorte dela, ela é a única no reino capaz de ativar os poderes dos desejos mágicos! Para ter seus desejos concedidos, ela tem que pedir permissão para o guardião da árvore dos desejos, seu amigo Zee, descrevendo seu problema e pensando numa solução para ele. Ela tem a companhia do seu melhor amigo, o gato Bartleby, e sua nuvem Fofuxo. O Reino do Arco Iris é governado pelo Rei Arco Iris, organizado pelos Pequenos Ajudantes, habitado por todo o tipo de seres, inclusive adorávei Pés Grandes e a Princesa Grizelda, com seu cachorrinho Frookie.

Esse é um desenho que deve ser visto em português! A dublagem é maravilhosa! As vozes são uma delícia de ouvir e não deixam nada a desejar ao original!

Pelo o que eu entedni, o design do desenho em si foi feito para uma linha de brinquedos, e depois do sucesso, resolveram transformar isso em um desenho animado. Esse é daqueles desenhos com uma estrutura bem marcada, que depois do segundo episódio você já sabe como funciona. A vida vai bem no reino, Vera está ajudando seus amigos, quando alguma coisa sai fora de controle, ela tenta resolver mas não consegue e precisa pedir ajuda aos desejos. Mas os desejos não são uma magia sem explicação, cada desejo tem uma função, como ferramentas. Ela procura Zee que a ajuda a pensar qual a melhor maneira de resolver uma situação e só então a árvore concede os desejos necessários para a tarefa. E durante a resolução dos probelmas, Vera tem que pensar em como melhor utilizar seus desejos, ou seja não são respostas prontas! Assim como em Super MOnstros, ninguém é culpado dos prooblemas e todos se ajudam. É um desenho que ensina que suas ações tem consequencias, mas que mesmo os problemas são contornáveis. E a Vera é uma criança adorável, muito prestativa, pra quem não tem tempo ruim e está sempre de bom humor!

No início meu sobrinho não queria saber desse desenho, acho que porque a chamada era muito fofinha demais, até que um dia acho que começou a passar sozinho e ele começou a prestar atenção e gostar muito! As vezes ele canta junto e aponta os personagens, do tipo que considera eles "amigos". E o importante é que ele presta atenção na maioria dos episódios e sabe o que está acontecendo, mesmo sendo uma história de elementos "absurdos" (ou talvez exatamente por causa dos elementos fantásticos).

Se você é "tio" ou "tia", esse é um guia pra sua sanidade. Porque a gente acaba tendo que assistir programa infantil com os sobrinhos, então que sejam programas que os acalmem e que nos sejam minimamente interessantes (eu já tô esperando os novos episódios de SM e triste que não tem previsão de mais nada novo da Vera!).

Marcadores: , , , , , , , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ nati n.
@ nicas
@ mari
@ lari
@ fernanda n.
@ paula b.
@ tany
@ maria t.
@ gesiane
@ thais h. [projeto disney]
@ lari p.
@ aline a.
@ chat-feminino
@ viviane
@ lorraine

the past



extras

splash! of colour