home | sotmb | vy.com.br


segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018 at 10:30
1 comments
#gordasafada: cantina generale

Já peço desculpas de antemão, porque as fotos estão mais péssimas do que de costume. Mas esse post nasceu da necessidade de fazer um bem público, que é falar de um lugar muito bom pra que todos possam ir também!

Em geral eu não acho a coisa mais interessante do mundo comer macarrão fora de casa, embora goste muito de massas em geral. Mas acho que se cobra tão caro por algo que não leva ingredientes tão sofisticados, na maioria das vezes. Mas as vezes rola essa vontade, e sei que o Spoleto não vai satisfazer minha vontade. Foi mais ou menos assim que minha amiga me levou no Generale.


O Generale é uma cantina bem clichê, mas no meio da Paulista. No teto tem esses cabides pendurados com camisas de todos os tipos de time de futebol que você pode imaginar. Essa foto é uma homenagem singela a miguxa Carol CHANG <3.

Os pratos não são exatamente baratos, mas tem um valor pagável. Estava numa vibe simplista e tudo o que queria era um penne com molho de tomate gostoso. Então o pedido foi penne alla napolitada (molho de tomate pelados italianos, salsinha e azeite) acompanhado de torradas de alho.


A travessa é enorme! Dá pra alimentar tranquilamente uma família! Quando chegou eu levei um susto, porque nunca que a gente ia conseguir comer tudo aquilo, por mais fome que eu tivesse!!!

A massa esatava no ponto e o molho supriu as expectativas! Sai muito feliz, muito satisfeita, e o resto ainda deu pra dividir em 2 marmitas, hehe <3 Com certeza quero voltar de galera e comer outras coisas diferentes!

Endereço: R. Pamplona, 957 - Jardim Paulista

Marcadores: , , ,

that would be me. bye!

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018 at 10:30
1 comments
#euvi: me chame pelo seu nome

Eu já fui muito dedicada ao cinema, mas cada ano que passa fico pior em assistir filmes. Apesar de não me importar de ir ao cinema sozinha, preciso de um convite pra sair de casa até pra fazer o que gosto...

Fazer o bingo dos indicados do Oscar então está fora de questão, não dou conta mesmo, nem tento, as vezes até fujo! Mas as vezes aparecem uns filmes que parecem bons demais pra serem ignorados, como foi o caso de "Call me by your name". Desde que começou a ser indicado pra um monte de prêmios, quis logo ver, cada comentário era mais combustível pro meu interesse!

A história é sobre um verão de descobertas, em que um pós graduando passa 6 semanas na casa no norte da Itália do seu professor, com a família, e constrói uma amizade próxima com o filho do professor, um adolescente de 17 anos.


Por se tratar de uma produção independente previa um filme mais delicado e sem muita "enrolação", uma fotografia e cenografia mais idílicas, e ainda bem que esse é um filme independente! O roteiro é encantador, delicado e tão atencioso! A história é tratada com muito respeito, contando sobre descobertas, paixões e amadurecimento.

Eu só conhecia o Armie Hammer do arco de Gossip Girl e tudo o que achava dele é que tinha dentes muito bons e era impossivelmente bonito (o cara nasceu com todas as feições certas!!!) e temia que seu físico dominasse os quadros, mas a química com o Timothee Chalamet é muito crível, eles foram feitos para atuar juntos! Eles estão ótimos, e o Timothee merece muito todas as indicações e elogios que anda recebendo nessa temporada de premiações.

A partir daqui não me responsabilizo por spoilers!!!

Fui assistir o filme no Itaú Cultural da Augusta e em certas partes senti como se a plateia fosse uma coisa só, sentido igual, reagindo igual ❤️ Todo mundo torcendo pro romance dar certo, todo mundo rindo (principalmente na parte do pêssego!), todo mundo chorando no final desde a hora que ele liga pra mãe buscar até o diálogo com o pai e o telefonema no final 💔

Poucos filmes são capazes de deixar essa sensação de quentinho no coração, mesmo depois de tê-lo partido tão definitivamente, e todo momento em que penso nele sou invadida por uma vontade de chorar, mas de alegria também e vontade de assisti-lo de novo e de novo.

Quem puder, faça-se esse favor e vá assistir "Me chame pelo seu nome"! Sobretudo, ele fala de amor, e o faz de uma maneira sublime, delicada e apaixonante!

Marcadores: , , , , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ nati n.
@ nicas
@ mari
@ lari
@ fernanda n.
@ paula b.
@ tany
@ maria t.
@ gesiane
@ thais h. [projeto disney]
@ aline a.
@ chat-feminino

the past



extras

splash! of colour