home | sotmb | vy.com.br


terça-feira, 15 de maio de 2018 at 10:30
0 comments
minha festa de despedida

Nessa vida eu já fiz algumas festas de despedidas. Das pequenas (quando fui pra Disney por 3 meses) às grandes (quando não sabia quando voltaria da Inglaterra).

Agora a coisa tá mais séria. Eu tô indo, pela primeira vez na vida, com uma passagem só de ida, sem data pra voltar, literalmente!


Fui dizer au revoir pros meus amigos no "Quintal do Espeto", um lugar muito prático: rodízio de espeto com comanda individual. Tem todo tipo de espeto, agrada carnívoros e veganos, tem de suco a cerveja e outras bebidas misturadas e rola até uma música ao vivo. O couvert é bem amigo, só cincão. Os únicos contras é que é cheio de família, é enorme e as vezes o som é meio alto. E a menos que tenha um aniversariante no grupo, não dão VIP e nenhum agrado =(

Mas o que importa é que meus amigos foram e fizeram do meu último dia em São Paulo um dia especial, cheio de amor e carinho <3


Não tirei foto com todo mundo, infelizmente, o que só gera mais desculpa pra irem me visitar lá do outro lado do mundo ou pra onde quer eu vá!


Eu tenho amigos maravilhosos, mesmo os que não puderam ir me mandaram mensagens, me fizeram me sentir querida e me dão mais aperto no coração de ir embora... Mas viajar é preciso! E tenho certeza de que vou encontrar todo mundo mais vezes ainda nessa vida, porque nossos corações estão todos misturados e a gente precisa botar todo esse amor pra rodar!

Marcadores: , , , ,

that would be me. bye!

domingo, 13 de maio de 2018 at 23:53
0 comments
happy mother's day

Eu sempre soube que tive muita sorte com a minha mãe. Claro que já tive fases de brigas e vira e mexe a gente discute, mas sempre achei minha mãe a melhor mãe do mundo. Pode não ser perfeita, mas além de ser minha, ela realmente é uma mãezona.

Ultimamente tenho percebido que tirei o ticket dourado da vida. Estou em grupos no ~outro site~ em que as pessoas contam atrocidades sobre as mães, as relações tóxicas que as mães cultivam, mesmo com filhos bem adultos.

Eu sou da opinião de que tem gente que simplesmente não nasceu pra ser pai ou mãe. Tem gente que parece quetem prazer de fazer o filho sofrer. Ou que não tem a mínima idéia do que tá fazendo e não faz nenhum esforço pra melhorar.

Parte da minha não vontade de ter filhos é que eu enxergo essa função como uma das maiores responsabilidades que um ser humano tem na vida e no planeta. Não é só gerar vida, é educar um ser humano pro mundo! E ser responsável por tudo o que ele vai passar e fazer uma vez fora do útero. Eu pelo menos reconheço a minha incapacidade e falta de vontade de fazer isso, mas vejo muita gente egoísta que só quer um boneco e um troféus pra chamar de seu, que não se importa com as consequências da educação que dará a esse filho e o que esse ser humano se tornará.

Meus pais fizeram um trabalho bem ok, devo dizer, sem grandes traumas, tilizando todo o privilégio de que eles sempre dispuseram pra criar gente independente e feliz pra fazer um mundo um tantinho melhor. 

E como hoje é dia das mães, tenho que falar da minha, que é um poço sem fundo de amor e adoração e carinho. Uma alma que transborda fofura e coisas boas, que só quer ver o bem no mundo, que nunca faria nada para gerar sofrimento de propósito. Minha mãe nem sempre sonhou em ser mãe, mas quando aconteceu, abraçou a causa e nunca mais largou. Fez tudo o que podia ou não pra dar amor e um lar pra gente, e só mais e mais razões pra gente se orlgulhar de ter nascido dela. Obrigada, universo, por ter jogado minhas poeiras cósmicas nesse lugarzinho!


Marcadores: ,

that would be me. bye!

quarta-feira, 9 de maio de 2018 at 16:52
1 comments
a vida é cíclica

Não tenho nem desculpa pra ter sumido daqui. Foi um misto de preguiça e outras coisas ou mais importantes, ou mais interessantes pra fazer fora da internet. Nem precisa dizer nada.

Mas vim avisar que logo logo terei muitas novidades pra contar. Não desistam de mim, por favor.


that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ nati n.
@ nicas
@ mari
@ lari
@ fernanda n.
@ paula b.
@ tany
@ maria t.
@ gesiane
@ thais h. [projeto disney]
@ aline a.
@ chat-feminino
@ viviane
@ lorraine

the past



extras

splash! of colour