HOME | SOTMB | VY.COM.BR


ano novo, novos amores
segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 at 10:30
0 comments

Eu sou uma cat-person. desde criança eu sempre gostei mais de gatos do que de cachorros. Minha mãe nunca nos deixou ter pets em casa, então a gente tinha que se contentar com os bichos da minha vó.

Quando eu era criança, ela tinha uma de pelo comprido que já era velhinha e cega quando eu era pequena. Durou um tempão ainda, e era o cachorro que ficava dentro de casa. Tinha até seu lugar no sofá!

Logo depois uma prima deu um vira lata pra ela. O cachorro mostrava os dentes ao sorrir! Mas ele era o cahorro do quintal, não podia ficar entrando em casa.

Mas os gatos... Tinha o mais velho que era gordão e sentava na privada pra fazer as necessidades. Melhor gato!

Depois apareceu uma gata com 2 gatinhos, um deles todo preto <3. A femea conversava com a gente. E depois deu uma cria imensa. Minha vó ficou com 2 e deu o resto. Pêlo gostoso, limpinho. Todos os gatos tratados a filé mignon (de verdade!).

Sempre gostei mais dos gatos porque não pulavam, não latiam e não requeriam muitos cuidados. De vez em quando eu queria pegar eles colo, eles odiavam, mas era passageiro.

Ai ano passado, meu irmão e a namorada resolveram comprar um poodle toy. De todos os cachorros, um dos mais chatos! Com 2 meses, era uma bola de pelo que nem latir sabia. Tremia só de passar a mão. De tanto bicho pra adotar, eles vão lá e compram logo o mais pentelho?

Mas o tempo, ah... Veio o fim do ano e fomos para a praia, todo mundo no carro, inclusive o cachorro pentelho. Que até que aprendeu a latir. E ai, sendo minha companheira de assento, a gente criou um laço. Eu, pagando a lingua, comecei a me divertir com aquela mini bola de pelo. Que gosta de babar no cabelo alheio, escalar as pessoas no carro e faz xixi nos lugares errados na maioria das vezes.

Agora, meu instagram se vê lotado de fotos dessa bola de pelo que só é legal pra mim e pros donos, mas que eu acho linda e sinto falta quando não tô pentelhando. Nem dormir eu deixo o cachorro dormir em paz. Quero pegar e fazer latir e pentelhar até cansar.

É verdade que é muito mais fácil ser "tia", sem limpar as cacas e tomar conta de verdade, e deve ser por isso que eu acho legal essa coisa de poodle toy bebê. Mas ó, começo 2015 com uma nova paixãozinha e alegria de viver <3



Marcadores: , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h.
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life