HOME | SOTMB | VY.COM.BR


#eufui: backstreet boys in a world like this tour 12.Jun 1/3
segunda-feira, 15 de junho de 2015 at 10:30
1 comments

Quem me conhece sabe: sou fã incondicional de Backstreet Boys. Minhas amigas me marcam em publicações sobre a banda. Me avisam de shows (mas eu sempre sei antes delas, haha). Escutam músicas deles e lembram de mim. Na adolescência eu tinha posteres deles nas paredes do quarto. Colecionava revistas (ainda tenho as 2 Rolling Stones americanas com eles na capa). VHS. Oficiais, não oficiais e de programas gravados. The whole shabang.

Em 2001 eles vieram fazer show pela primeira vez no Brasil e eu estava lá. Em 2009 eu estava desempregada e minha mãe me deu o ingresso de presente (com 26 anos, hahaha). Em 2011 enrolei e só consegui ingresso com valor inteiro (ouch!). E ai me prometi que quando eles voltassem eu realizaria meu sonho de tirar fotos com eles.

Então quando começaram a vender os ingressos e os pacotes de passagem de som com foto, voei pra comprar. Sério. Acordei mais cedo pra entrar no fã clube e ficar clicando f5 igual uma doida.

Eu sou meio retardada, mas nem tanto. Tudo na vida de um assalariado é escolhas. Não dá pra pagar um ingresso caro mais pacote vip. E eu não tenho mais idade pra lutar por um lugar ao sol (na grade). Peguei meu vip e escolhi eu ingresso na pista geral mesmo.

(Aliás, observação que que conseguiu mesmo meu vip foi a Lec. Foi esforço conjunto de tão punk que tava o negócio!)

Peguei ingresso de pista porque já estou costumada com show no Credicard Hall (não vou chamar aquilo nunca pelo nome novo!). Lá no fundo ficam umas grades onde dá pra subir e ver o palco. Com a minha altura eu não consigo ver nada do chão. De nenhum lugar.

Meu dia no primeiro dia de show começou com muitas mensagens de várias amigas fãs que iam. Gente pela rua, no trabalho, notícias de gente na porta. Coisas de fã. Almocei cedo e peguei meu rumo pra passagem de som. Apesar de muito f5, só consegui comprar pacote de foto em grupo e arrumei um grupo pelo facebook. O check in estava marcado para começar às 16h, mas só começou perto das 17h. E eu lá na fila, que já estava grande, desde às 15h30. Feito o check-in, conheci as meninas do meu grupo. Um bando de doida, claro.


Um monte de gente com camiseta da banda. Entramos na pista, separadas por tipo de pacote (bronze, silver, gold e platinum) e 18h30 a banda apareceu. Sabiamos que seria uma passagem super rápida. Devia ter umas 400 ou 500 meninas pra tirar foto. Sim, nesse nível. Tocaram "Sugar", do Maroon 5, "Undone" e "10000 promises" e responderam algums perguntas de fãs. Até que o povo mandou bem no inglês (vi gente reclamando do uga buga na passagem no RJ).


Ai foram organizados os pacotes, e nós no silver nos organizamos em grupos por ordem de chegada. Isso foi legal, a gente mesmo se organizou, deu tudo certo. Mas era muita gente, e ainda passmos mais de 1h esperando sermos chamadas. Depois formamos uma fila do lado de fora. E tava frio. Eu estava congelada!!! A cada passo estamos mais perto de realizar um sonho. Nessa hora a gente nem sabe o que pensar, né, só sentir mesmo! Eles ali, tão perto! Montamos uma estratégia de guerrilha pra todas conseguirem cumprimentar todos os boys e deu quase certo. Esse momento é tão corrido!!!

Impressões do meet & greet (por ordem de meet):

Howie: queridíssimo! Já te recebe com um "Nice to meet you" e um sorriso genuino! Ele é baixinho e magrinho! Um fofo, dá vontade de levar pra casa!

AJ: mais bonito ao vivo, e bem mais magro pessoalmente também. Passa aquela vibe feliz, sabe? Seria amiga fácil.

Nick: a gente já tinha ouvido lá de fora que ele era bem seco. Expectativas negativas, então na hora que ele me deu oi achei até um avanço, HAHAHA! Mas sem dúvidas é o mais frio. Uma geleira. Não dei moral.

Kevin: O SONHO DA MINHA VIDA!!! Meu deus, quando esse homem olhou pra mim eu achei que tinha morrido!!!! O melhor abraço, sem dúvidas!!! Correspondeu aos meus sonhos, até agora não acredito que toquei nele!!!

Brian: sério, não existe um ser no universo mais fofo que ele. Antes da foto não consegui dar um abraço nele, mas ele me olhou, acenou e me deu oiizinho!!!! Meu deus, morri de novo!!! Sério, essa imagem nunca vai sair da minha cabeça!!!!

A foto foi um momento meio bizarro pra mim, eu estava cumprimentando o Kevin quando me mandaram virar. Só consegui virar e tentar abraçar o Kevin de costas. E ai EU BOTEI A MÃO NA BUNDA DO KEVÃO!!! Juro que não foi intencional e na hora que eu percebi o que eu tava fazendo, soltei! Não deu nem pra pedir desculpas, virei pro lado, abracei o Brian e fui embora, hahaha!

E eu que só vi que o Brian tava de bota ortopédica quando peguei essa foto???
Como eu expliquei, minha estratégia pro show era sentar na grade no fundo pra ver o palco. Sei que tem uns seguranças malas que fazem a gente descer, mas esse show eu ia ver todo! Sai do meet, fui comer, ir no banheiro e voltei um pouco antes do show começar. Me posicionei e esperei as luzes se apagarem pra subir. E foi perfeito! Dava pra ver todo o palco, como eu já sabia! E o melhor? O segurança não implicou muito com a gente não! Um monte de gente sentada na grade, curtindo, na paz! A pista estava bem cheia, eu estava em uma das saídas e tinha gente até a boca!

O show é bem animado, é ótimo pra fã curtir mesmo. Tem 2 trocas de roupa e 3 momentos. Mesclam bastante as coisas antigas com as novas, mas infelizmente deixam o cd "Unreakable" de fora porque o Kevin não estava no grupo =(.

Eles foram bem simpáticos, brincavam entre si no palco e faziam piadinhas com a platéia. Mas teve uma hora que justo meu Kevão deu a maior bola fora da noite: chamou a gente de Rio!!!! Poxa, amor, assim não tem como te defender!!!!

No set acustico as platinum subiram no palco e o AJ achou seu sósia. Foi o melhor momento no palco, AJ mó feliz de achar o irmão gêmeo dele, haha! Até sentou no colo do cara!

Desculpa ai, única camiset de time que ele usou aqui em SP ;)
Bom, eu sabia o que esperar dessa turnê e desse show, então fiquei satisfeita com esse show. Deu pra curtir e cantar muito, de verdade. Claro que o que e queria mesmo era Millennium tour (aquela que os putos não vieram pra cá), super produção, banda ao vivo, mas ok, a proposta é essa agora e a gente cala a boca e curte.

Única preocupação é a voz do Brian. São muitos shows seguidos. A voz dele está fraca, ele está rouco e as vezes a voz dele o deixa na mão. Acho uma sacanagem a Time 4 Fun só pensar no próprio lucro e querer fazer  shows na arena deles ao invés de alugar um lugar maior pra fazer 1 só show. A banda está exausta e só vai ficar pior depois dessa passagem mega desgastante por Sampa.

Setlist:
The Call
Don't Want You Back
Incomplete
Permanent Stain
All I Have To Give
As Long As You Love Me
Show 'Em What You're Made Of
Show Me The Meaning of Being Lonely
Breathe
I'll Never break Your Heart
We've Got It Goin' On

10,000 Promises
Madeleine
Quit Playing Games With My Heart

The One
Love Somebody
Shape Of My Heart
In a World Like This
I Want It That Way

Bis:
Everybody
Larger Than Life

Marcadores: , , , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h.
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life