HOME | SOTMB | VY.COM.BR


#beda: 5 dicas pra viajar sozinha
sábado, 13 de agosto de 2016 at 12:30
3 comments

Sim, são dicas pra mulheres. Porque não é fácil existir como mulher num mundo machista, misógino e de cultura de estupro.

1. Pesquise sobre quem utiliza o meio de transporte que está querendo utilizar. Quando fui pros EUA em 2013 muita gente achou que eu era meio louca de pegar Greyhound sozinha pra ir de uma cidade pra outra, mas a verdade era que as distâncias eram curtas e as viagens, em plena luz do dia. Quando fui para Amsterdã, estava acompanhada de um homem, mas deu pra ver que Eurolines não é pra qualquer um não! Eu não me arrisquei quando quis ir pra Paris, paguei a mais pra ir de trem por causa da segurança.


2. Escolha destinos em que a sociedade tenha um equilibrio maior entre homens e mulheres. O mundo é imenso e tem muito lugar pra visitar! Quando fui pra Berlim, queria mesmo era ter descido a cortina de ferro, mas fiquei com um pouco de receio de fazer isso sozinha, então resolvi ficar só em Berlim porque a Alemanha é um país mais igualitário e mais seguro. Eu ainda vou ter a chance de conhecer Praga e Budapeste, tenho certeza! Acompanhada, se tudo der certo!


3. Quando fizer reserva em albergue, opte por quartos femininos. Ou pergunte antes de fazer o check in se é possível ficar em um quarto que tenha outra mulher. Em geral o pessoal é bem sossegado, mas se ocê se sentir muito ulnerável, é uma boa pedida. Os quartos femininos são um pouco mais caros que os mistos, mas uma noite de sono tranquilo não tem preço!

4. Não de pinta. Nem de turista, nem de perdida. Já saia com o roteiro do dia em mente e se precisar usar mapa e celular, entre em algum estabelecimento para faze-lo. Inclusive nem em casa eu dou bobeira na rua, se tenho que atender o celular ou pesquisar algo, entro em algum estabelecimento pra me proteger.


5. Saiba sempre como voltar pro hotel. Saia com dinheiro pra taxi, decore a estação de trem mais próxima. Escolha uma localização movimentada pra ficar, ou uma área segura. Resenha de tripadisor e afins tá ai pra isso, pra ajudar a escolher o lugar mais seguro pra evitar problemas.

Mas palma, palma! Não priemos cânico! É sim muito possível viajar sozinha, só não dá pra dar bobeira. Nunca me aconteceu nada, nem nos meus dias mais avoados, e eu sempre consegui visitar de tudo. Não se prive de conhecer o mundo pelos outros ;).

Este post faz parte do BEDA - blog everyday august. Se quiser conhecer mais gente que está  se aventurando nesta loucura ou precisar de um grupo de apoio pra continuar firme e forte na ~blogueragi~ clica no banner!

Marcadores: ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h.
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life