home | sotmb | vy.com.br


quarta-feira, 3 de janeiro de 2018 at 22:08
0 comments
#turismologando: monte seu pacote para nyc!

O Melhores Destinos publicou agora a pouco uma promoção da Delta para NYC saindo de SP a partir de R$ 1.733 e eu resolvi montar um pacotinho com dicas de passeios e acomodação pra quem é virgem de NYC!


***isso não é um publi!!! mas empresas que quiserem, estamos ai para negociar, haha!***

"Start spreading the news... I'm leaving today!"

Sei que as notícias de temperaturas recordes de baixas não são muito animadoras para brasileiros, mas também é uma oportunidade única para muita gente ver neve.

Épocas
A promoção tem vôos com saída entre janeiro e abril. O inverno pode ser bastante frio e esse ano está mais ainda. Mas pense na neve! Uma oportunidade única, né? A primavera é sempre uma época ótima pra viajar pra qualquer lugar do mundo. O verão é super quente, mas a cidade fica vazia com as férias escolares. E o outono trás no começo os furacões, mas também aquela paisagem de filme com as árvores avermelhadas.

Acomodação
O burburinho está em Manhattan, onde estão a 5ª avenida, a Broadway, o Central Park. A melhor fatia da ilha é abaixo da 110th street (abaixo do Harlem). Os brasileiros gostam muito do midtown, a região entre as ruas das dezenas 60 e 30 ;). É a região mais movimentada, onde estão o Empire State Building, o Rockefeller Center e a Times Square. Eu particularmente gosto muito do Upper East Side, o lar dos muito ricos de NYC, da galera do Gossip Girl, hahaha!

Um dos queridinhos das agências por aqui é o Row NYC, o antigo Milford Plaza. Ele fica atrás da Times Square, há uma quadra de muitas lojas e restaurantes, perto de metro. É um prédio enorme, que foi reformado há poucos anos. São dezenas de quartos por andar, várias opções de categorias, restaurante pra café da manhã (a parte). Eu me hospedei nele em 2013 e achei uma estrutura legal, hotel limpinho, decoração que pode ser meio moderna demais para os mais tradicionalistas... Mas achei que o tamanho dele é um problema, os elevadores ficam lotados e é difícil conseguir um logo de cara nos horários de pico.


Na Times Square tem o Marriott Marquis, onde fica um dos teatros da Broadway (eu vi Evita com o Rick Martin lá, é legal porque a entrada do teatro fica no hotel então a espera em época de frio não é na rua), o W Times Square e perto tem um Hilton, um Westin e um Intercontinental. Não são opções muito baratas, estão entre 4 e 5 estrelas.

NYC também é a casa de alguns outros hotéis icônicos como o The Plaza (onde o Kevin se hospeda em "Esqueceram de Mim 2" e as "Noivas em Guerra" querem se casar), o St Regis (em cujo bar a Andy consegue o manuscrito do Harry Potter em "Diabo Veste Prada"), o Empire (que o Chuck compra em "Gossip Girl") e o The Palace (onde os Van Der Woodsen se hospedam na primeira temporada de "Gossip Girl"), por exemplo. Então é de se esperar que hospedagem no centro do mundo não seja exatamente barata.

Uma opção que gostei muito de utilizar foi o Air b'n'b e acho que para casos como Manhattan, são a melhor opção mesmo. Pela localização e tamanho, os valores valem muito a pena, e sabendo as melhores regiões para ficar, é só escolher o seu apartamento! Eu fiquei em um no Upper East Side que ficou por US$ 100 a noite para até 2 pessoas. Era um studio com wi-fi, banheiro limpinho e kitchenette, além de aquecimento e ar condicionado, há 1 quadra e meia de metrô, com drogarias em cada esquina, restaurante, Starbucks e há duas quadras de uma rua com H&M, Victoria Secrets e Barnes & Noble!

Passeios
Tem muito o que se fazer em NYC! Verdade que uma parte é paga, mas vale muito a pena. Para tentar economizar, vale fazer as contas dos atrativos individualmente e ver se estão inclusos no City Pass. Ele funciona assim: você paga pelo talão e escolhe, dentre as opções, 6 atrativos para visitar. Eu peguei uma promoção do passe e valeu super a pena. Se você achar que tem muito mais além daquilo que é oferecido, vale pesquisar quais atrativos oferecem entrada de graça em certos dias do mês ou da semana (tem museu que é gratuito em determinados dias, ou horários). Vou falar daqueles que eu já visitei:

Empire State Building x Top of the Rock (Rockefeller Center): Acho o ESB icônico, e na minha primeira visita o Top of the Rock ainda não era aberto. Durante os anos eles tentam melhorar, porque é sim muito cheio, e as filas são bem grandes. Vale a pena usar o City Pass nesse ou então comprar o ticket online para evitar a fila da bilheteria. No Top of the Rock os tickets tem horário, então dá pra comprar pra voltar mais tarde, e quando eu fui, não tinha muita fila. A estrutura é feita para visitação, é toda envidraçada, tem bastante espaço, tem até um restaurante no topo. É mais próximo do Central Park e dá pra ver o ESB de lá. Também é mais alto. É mais conveniente, é verdade, mas não adianta, eu amo o ESB e vou defendê-lo sempre!

Museus (MET, Moma, Natural History): Separe pelo menos metade do seu dia para ver cada um. O MET é incrível, mas é gigantesco, e você tem que escolher o que quer ver, ou consegue passar o dia todo vendo coisas diferentes ali fácil fácil. No topo tem um bar e uma vista linda do Central Park, vale a pena ir de tarde pra pegar o pôr do sol. O de História Natural é coisa de cinema, literalmente, e é o mais divertido. Tem ossadas de dinossauros, tem a réplica da baleia azul, tem muita coisa voltada para o planeta e a natureza. Vale demais a visita, principalmente se estiver com crianças. O Moma é o menor, mas é o que a gente mais se identifica por ter arte moderna e contemporânea. Ali tem o auto retrato da Frida Khalo e o famoso quadro do relógio de Dali. Também tem restaurante (estrelado Michelin) e fica bem no meio do midtown.

Central Park: é onde fica o suposto zoológico do filme "Madagascar". Fui esperando ver um monte de animais e... Fuén, porque só tem animais menores e um show de lobos marinhos no meio. Depois eu li que o zoo com mais animais é o do Bronx. Mas o Central Park é delicioso, tem vários locais pra visitar, do Strawberry Fields, em frente ao edifício Dakota, ao lago onde ocorrem vários casamentos, ao teatro grego e tantos outros lugares ótimos pra relaxar e fazer um pic nic ou tirar fotos incríveis. Não dá pra ir a NYC e não ir ao Central Park, isso é fato. E é de graça!

Eu passei o ano novo na cidade em 2006 e num passeio no parque nos deparamos com um saxofonista que tocou o hino nacional enquanto caminhávamos! O parque é delicioso mesmo deserto.

Ponte do Brooklyn: da ponte é possível ter um vista privilegiada da cidade, não importa se de dia ou de noite. E é um passeio relaxante, uma caminhada sem compromisso. Eu fui até o meio e voltei, mas há quem atravesse até o Brooklyn. Tem um metrô bem na frente da subida da ponte,e então é super fácil de chegar.

Estátua da Liberdade e Elis Island: tenho que admitir que o mais divertido de visitar a Estátua é a balsa até lá, porque a vista é bem legal, claro. Nunca dei sorte nas minhas visitas sempre estava nublado ou chovendo, mas pelo menos não estava cheio. De tempos em tempos dá pra subir na Estátua, pra quem curte é bom ficar de olho. Elis Island é outra parada da balsa, que dá pra fazer no mesmo ticket, e é um museu de imigração. Achei interessante, e não leva muito tempo, além de não custar nada a mais.

Broadway: os espetáculos são super bem feitos e acho que nem os que vem para o Brasil se comparam, então é claro que vale a pena, ainda mais se o espetáculo tiver algum famoso que você queira ver. Se for algo muito famoso, é melhor comprar na internet com antecedência, mas para outros espetáculos dá pra comprar na hora. Alguns tem sorteio de tickets mais em conta. Para aqueles com artistas famosos, tem que checar os dias em que a pessoa se apresenta. Por exemplo, eu comprei o meu ingresso pra "Evita" em um dia que estava anunciado que o Rick Martin se apresentava.

Compras
Com a alta do dólar, as compras não se justificam pelo valor, mas pelas opções. É claro que é uma delícia entrar em lojas gigantes como a Zara ou a Forever 21 e encontrar de tudo por poucos doláres, mas também tem o atrativo de que muitos produtos que tem lá, não tem aqui. Em NYC também tem algumas lojas de descontos como a Century 21, a TJ Maxx e os outlets como o Woodbury e o Jersey Gardens. Pra quem gosta de tecnologia, tem diversas lojas da Best Buy pela ilha, além da Apple Store e da B&H Photo & Video. E as drogarias, pra quem gosta de uma barganha de maquiagem e cosméticos. Inclusive tem até lojas de produtos asiáticos nessa linha, pra quem não pode se desbancar até o Japão ou a Coréia do Sul, hehe...

Transporte
Acho que todo mundo já ouviu falar como o metrô de NYC funciona. E como é feio e sujo. Mas FUNCIONA! Te leva pra todo o lugar, a toda hora! Mas também é grande e exige uma certa atenção pra não entrar no trem errado, pra não ir pro lado errado. O metro tem uma opção de cartão de custo fixo e uso ilimitado por um determinado tempo que vale super a pena.

Agora, para chegar do aeroporto e ir embora, existem algumas opções que devem ser levadas em conta de acordo com o perfil do viajante. Tem algumas ligações de trem dependendo do aeroporto. O taxi, que vai ter tarifa de acordo com a distância, os shuttles compartilhados, que são mais em conta mas levam muito mais tempo para chegar no destino e os traslados, que são bem mais caros, mas você pode contratar diretamente do Brasil e não ter que se preocupar com isso chegando de uma viagem longa.

Provavelmente esqueci muitas dicas, então se quiserem, me perguntem nos comentários que eu vou fazer o possível para responder. Eu amo NYC, tenho certeza que com a viagem certa muito mais gente ainda vai se apaixonar também <3

Marcadores: , , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ nati n.
@ nicas
@ mari
@ lari
@ fernanda n.
@ paula b.
@ tany
@ maria t.
@ gesiane
@ thais h. [projeto disney]
@ aline a.
@ chat-feminino
@ viviane
@ lorraine

the past



extras

splash! of colour