home | sotmb | vy.com.br


sexta-feira, 13 de setembro de 2019 at 15:07
0 comments
#evi: um crush a altura (tall girl)

Eu sempre vou começar o post falando que eu sou a rainha das comédias romanticas, ainda que as vezes eu chegue meio atrasada no rolê. Mas dessa vez, estou aqui do futuro, falando de um filme que acabou de estrear na nossa amada Netflix: Tall Girl (que tem uma tradução incrivelmente muito melhor em português como "Um crush a altura"!).



A premissa desse filme é que a protagonista, Jodi, é uma garota MUITO alta. Tipo, a pessoa mais alta do colégio. E ela sofre um leve-pesado bullying com isso, além de ter suas chances no amor diminuídas (não foi um trocadilho intencional!). Óbvio que ela tem uma bestie ponta firme que tenta fazer a menina enxergar o melhor de si e um amigo de infância muito apaixonado por ela (do tipo irritantemente apaixonado). Ela já nem tinha lá muitas esperanças de encontrar alguém pra namorar na high school quando um unicórnio aparece na escola. Não um unicórnio literal, claro, mas um cara muito alto, e também muito lindo, na forma de um intercambista sueco. Que claro, vai parar na casa do amigo que tem aquele crushzão na protag. Só que não é só a Jodi que nota o cara, todo mundo nota ele!

Não preciso mais descrever o filme, porque é uma comédia romantica adlescente e vocês podem intuir o resto.

Então sim, spoiler alert (!!!), o filme é um clichezão. Mas não perca as esperanças! O filme é fofo!

Se você está para assistir esse filme e não quer estragar as supresas, não leia o resto desse post!

É um filme adolescente bobo, muito óbvio, mas que te faz querer esperar mais. A história não é ruim, muito pelo contrário. Jodi não é loser, mas a altura dela a deixa insegura com muitas coisas. O amigo que tem crush nela é um tampinha meio nerd, que não para de dar em cima dela em todas as cenas e é bem chato. O intercambista é um unicórnio. Óbvio que apesar de todas as garotas populares darem em cima dele, ele fica interessado na protag. Mas a queen bee residente já laça o bonitão logo de cara. E o amigo crushado nela também não exatamente ajuda, ele dá uns conselhos bem egoístas por causa de ciumes, o que complica um pouco a vida da Jodi. Rola um momento desentendimento em que ela tenta fazer ciumes no intercambista e até dá um pouco certo. Até as inseguranças do próprio unicórniozinho, que não é tão perfeitinho assim, também lambuzam a história. E como isso é um filme contemporaneo, rola aquele momento Gossip Girl em que Jodi descobre como nenhum adolescente é tão santo quanto parece através de um vídeo e "percebe" que seu amor de escola é aquele nerd tampinha que enche o saco dela toda hora. Argh! Eu odiei esse fim!!!

A bem da verdade, qualquer fim seria meio besta, mas achei bem forçada a história do vídeo que desmascara nosso até então principe encantado. E diferentemente de "Vestida para Casar" em que a mocinha gradativamente se apaixona pelo cara chato da história, eu não vi nada que demosntrasse sequer uma química entre os dois!!! Na verdade, eu ainda tô com ranço dele, porque patcha menino chato do cacete! Aliás, eu teria ficado muito feliz se ela tivesse mandado tudo as favas e ficasse feliz solteira com a bestie dela, porque tudo que a gente precisa na vida, no fim das contas, é uma amiga que esteja do nosso lado, mesmo que seja pra dar uns puxões de orelha de vez em quando.

Mas ainda assim, não desista desse filme! Ele é fofo, apesar de tudo, e com 100 minutinhos te faz mais leve!

Marcadores: , , , , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ nati n.
@ nicas
@ mari
@ lari
@ fernanda n.
@ paula b.
@ tany
@ maria t.
@ gesiane
@ thais h. [projeto disney]
@ lari p.
@ aline a.
@ chat-feminino
@ viviane
@ lorraine

the past



extras

splash! of colour