HOME | SOTMB | VY.COM.BR


primeira folga: ringwood & southampton
sexta-feira, 4 de setembro de 2015 at 08:00
1 comments

Não tivemos treinamento a sexta pois ele teria uma parte prática e não teria lugar para todo mundo. Vamos ter esse treinamento na sexta seguinte.

Essa sexta deveria ser sobre levantar tarde aproveitar o dia. Bom, não tinhamos que estar alerta às 9h da manhã, mas as 10h... E nos apresentar na recepção/administração. 10 em ponto os trouxas aqui estavam lá... E não tinha ninguém. Até agora eu não vi muito da famosa pontualidade inglesa não.

Tinhamos que termina de preencher uns formulários, depois descobrimos que tinhamos mais outros formulários pra preencher, e pra nossa surpresa, um dos papéis tem que ser entregues em mãos e estávamos basicamente jogados a própria sorte... Até perceberem nosso descontentamento e se oferecerem para nos levar no centro médico para nos registrarmos. Sei lá, achamos que faltou um pouco de noção, somos todos estrangeiros, nunca viemos para Ringwood, deveriam nos dar mais suporte nessas coisas "legais".

Ah, ao menos fizeram o "pagamento" da semana. Não é muito, mas dá pro gasto, eu já vim sabendo que seria assim então tá bom. Nessas horas que é bom estarmos no interior e não ter tantas tentações!

1h depois e estavamo livres para aproveitar um dia lindo de sol e frio <3 Aparentmente o verão inglês parece muito com um dia perfeito de outono no Brasil (ou ao menos em SP)!


Eu e o Henrique decidimos ir até Ringwood pelo bosque, até porque era o único caminho que sabíamos direito, haha! Queriamos ver as coisas abertas na cidade. Apesar de não querermos comprar nada, entramos em várias lojinhas pra ver o que tinha. Quando precisarmos ou tivermos mais dinheiro, já sabemos onde encontrar as coisas.

Aproveitamos que dessa vez o Waitrose estava aberto e fomos er o que tinha de diferente. O Waitrose é tipo um Pão de Açucar daqui. É mais caro, mas tem coisas mais diferentes e mais caras. Logo na entrada achei edamame pronto pra consumo <3. Também tinha bem mais produtos de higiene. E umas comidas diferentes. Mas eram mais caras mesmo que o Sainsbury's, que é do lado. Mas fiquei feliz com meu edamame e sentei feliz no banco da praça com meu potinho XD. Mas claro que também fomos no Sainsbury's. Comprei umas sopas enlatadas pra ver se prestam. Não são ideais, mas pros as de folga que tenho preguiça de sair de casa podem ser um quebra galho.

Voltamos no meio da tarde e encontramos o filipino no meio do caminho, parecendo meio perdido. Ele é bem timido, mal fala, as vezes faz as coisas sozinhos, faz umas coisas meio estranhas, mas acho que é só o jeito dele.

Aproveitei pra comprar um chip de telefone daqui também pra testar. Instalei tudo ok, mas descobri a dura realidade de que o sinal de telefone no campus é uma desgraça de ruim. Bom, pelo menos quando não estiver aqui tenho um meio de comunicação...

Depois de todo esse exercício físico, voltamos pra casa e me transformei numa batata na poltrona do meu quarto, pra desespero do Henrique. Sério, ele queria sair e eu falei que não ia levntar não, HAHAHA!

No dia seguinte resolvemos aproveitar e ir conhecer Southampton com as alemãs da nossa casa. Uma outra parte dos alemães resolveu i pra Londres. Não fomos pois preferimos economizar e ir quando tivermos mais dinheiro.


Southampton fica há meia hora de Ringwood só, e é um porto importante da Inglaterra. tanto que foi bombardeada durante a guerra e sobrou pouca coisa da antiga cidade intacta. Também é conhecida por ter sido residência, ainda que temporária, da Jane Austen. Alguns cruzeiros também atracam na cidade.

Chegamos no meio da manhã e não tinhamos muitos planos. Entramos no primeiro shopping atrás de um lugar que vendesse algo para beber, nos perdemos um pouco pelas coisas fofas da loja de departamentos e saimos em busca do que fazer.

O terminal do ônibus é perto do porto, então fomos mais pra dentro da cidade e achamos a cidade antigo, um forte pequens com algumas construções do fim da Idade Média. Ainda acho incrível coisas como essas, ainda mais porque a Idade Média que lemos nos livros da escola aconteceu por aqui!


Como a cidade foi alvo da guerra, logo estavamos do lado de fora da cidade antiga, antes de percebermos, literalmente! Claro que nessas andanças turísticas, demos de encontro com uma família de brasileiros!


Uma das alemãs tinha muito que comrpar umas calças novas (aparentemente as dela rasgaram, haha), então saímos atrás de uma Primark, uma loja enorme de coisas baratas. Eu entrei com ela enquanto o Henrique e a outra alemã ficaram do lado de fora esperando (e vendo outras coisas). E nossa, a loja é uma perdição! As coisas realmente não são absurdamente caras, mas tava sem dinheiro mesmo então só fiquei babando mesmo.


Quando saimos vi no fim da rua uma HMV. Eu amo HMV. Eu tenho que entrar em HMV ao redor do mundo, haha! Mas sério, eu vim pensando em comprar ao menos 1 cd nesse ano todo aqui: o último do Lifehouse, o "Out of the Wasteland". Entrei enlouquecida e determinada, Henrique atrás de mim. E com certeza, eu achei o bendito <3 (já ouvi e é maravilhoso!)


Já era hora do almoço, então entramos em outro shopping e fomos pra praça de alimentação, que estava lotada. Eles quiseram comer Pizza. Juro que não aguento mais comer pizza (ruim)! Fui atrás de um KFC, que não é saudável, mas pelo menos é algo que não encontrava tão fácil no Brasil. O difícil foi encontrar uma cadeira pra comer!


Comi sozinha, e nossa, que paz! Posso soar estranha, mas eu não me importo muito de fazer algumas refeições completamente sozinha. Nem tive muita pressa de voltar a Pizza Hut.


No fim do almoço, descemos de volta pra rua. Uma das alemãs queria porque queria uma capa pro celular dela eparamos em um camelô. E claro que começou a chover. Ao menos, de todos os lugares que ela tinha visto, nesse tinha capinha e por um preço razoável.

Enquato isso eu vi um Superdrug na rua e resolvi ir lá ver o que eles tinham de maquiagem. Claro que depois da viagem pro Japão, poucas coisas estão me impressionando, mas essa loja era bem legal, tinha uma boa seleção de maquiagem barata e outros produtos de beleza. Eu poderia passar a tarde ali analisando produtos, hahaha! Mas estavatrás mesmo é de um delineador. Meu fluidline simplesmente não segura e está borrando muito =(. Sai testando todos os delineadores liquidos até achar o mais barato deles e comprar esse mesmo, de 2 Libras.

Enquanto eu testava todos os delineadores da loja, a Maddie, uma das gerentes do camp hill, que mora em Southampton, chegou para nos ajudar a explorar a cidade.

Southampton não tem muito de turístico para explorar não muito além daquilo que já tinhamos visto. Tem um museu do Titanic, porque a comphia que o construiu é de lá, mas tinha que pagar e resolvemos que por enquan, não ia rolar. Fora que é possível que voltemos exatamente para esse passeio com a escola, com tudo pago.


Entramos em museu que era gratuito, mais porque era seco do que orque queriamos ver arte, mas foi interessante pois tinha algumas coisas da Cunard, a companhia do Titanic (depois do fiasco do Titanic, a companhia, que chamava White Star, virou Cunard e até hoje faz navios).


Eu tinha visto algums pessoas passando com sacolas, então perguntei onde era a Disney Store da cidade. Fomos lá e eu poderia morar dentro da loja, claro! A loja era dentro do shopping menos chique, e logo também achamos uma Poundland. Aproveitamos pra gastar um pouco do nosso din din com coisas pro nosso dia a dia.

Achamos que teriamos muito o que ver pela cidade e marcamos a volta o mais tarde possível. Mal era mo da tarde  e a gente já não tinha mais o que fazer e estávamos sentados em um café morrendo de preguiça! Resolvemos então voltar pro ponto de ônibus e pegar um ônibus de volta mais cedo. Com um pouco de conversa e uma taxa de remarcação, voltamos antes  sol se pôr pra Ringwood, yay!


Chegamos de volta no camphill e o Henrique me fez passar na casa do meu trabalho pra pocurar sabão de avar roupa e algumas comidas.

A noite, resolvemos comer um macarrão comunitário com frango da minha casa e não foi ruim. Foi divertido passar o dia com as alemãs, ainda que seja exaustivo passar o dia em English speaking mode.

No domngo tudo o que fizemos foi um grande nada. Comemos e ficamos nos nossos qurtos, basicamente. Todos ansiosos pelo primeiro dia de trabalho XD.

Marcadores: , , , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h.
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life