HOME | SOTMB | VY.COM.BR


and my love for you is blind...
sexta-feira, 9 de outubro de 2015 at 12:30
0 comments

O ponto alto da viagem, e da minha vinda para a Inglaterra até agora, foi ver uma das minhas bandas favoritas ao vivo. Eu AMO um show ao vivo, adoro poder ver que as bandas que eu gosto mandam bem de verdade, ver a banda de carne e osso!

Achei que ia pegar a hora do rush no metro, mas as 18h e pouco o metrô estava cheio, mas não lotado. Desci na estação na frente do hostel, passei numa loja de cartões dentro do centro comercial que ficava do lado (achei os cartões perfeitos de natal pra minha família), passei no hostel pra refazer minha mochila e peguei o rumo do O2...


O show foi sim num O2 (pra quem conhece de locais legendários de show, já deve ter ouvido falar), mas não no O2 que todos conhecem... É uma casa da rede, mas bem pequena, chamada O2 Shepherd's Bush Empire. Deve ser menor que o Credicard Hall em SP. Ele tem pista no térreo e 3 balcões com lugares pra sentar. Parece mais um antigo cinema. Por dentro e meio rococó até.


Quando ficou tudo resolvido, só consegui comprar ingresso para o último balcão. Eu sou do tipo que curte ficar na pista, mesmo que eu não goste de ficar no centro da muvuca. E como eu já tinha visto nos EUA, a galera não é tão enlouquecida mesmo. Mas ok, último balcão, lá fui eu. Não tinha fila na entrada e achei que já estaria lotado, mas ainda tinha bastante lugar vago quando cheguei. Consegui um lugar na segunda fileira de assentos, mas logo vi um epacinho entre 2 casais na fileira da frente e pulei pra ficar ali, hehe.

Teve uma banda de abertura, Raglans, que eu nunca tinha ouvido falar, mas eles foram bem simpáticos. Tem um som mais parecido com o que o Lifehouse fazia no começo da carreira, mas não levantou a galera.

Como eu estava sozinha, não tinha como guardar o lugar. Acho que ninguém ia roubar, mas fiquei receosa e nem consgui ir no banheiro, hahaha! Pior que eu nem sei se realmente estava com vontade ou se era coisa da minha cabeça, porque e sou meio noiada com essa coisa de ir no banheiro, acho que tenho que ir antes para não ficar com vontade na hora e i fico com isso na cabeça e não consigo esquecer, haha!

Eu sabia que o show teria mais ou menos 90 minutos, o que acho pouco para uma banda com 7 albuns, com tantos singles!

No horário prometido, as luzes se apagaram e a banda entrou no palco. Eu estava super animada, teria pulado do balcão se eu não fosse morrer na queda, haha, mas poxa, o público aqui é MASTER MEGAMENTE desanimado =( Pessoal nem gritou, nem cantou junto, pessoal da pista mal se movia e dos balcões então, piorou! Nem pude levantar porque senão ia evar im xingão das pessoas sentadas </3


Eles são excelentes, tocam muito bem, e a voz do Jason é perfeita. Eles são muito simpáticos, muito humildes e muito empolgados! São 4 caras no paco com seus instrumentos mandando muito bem! E foi legal ser num lugar pequeno pra aproveitar mais essa vibe. Melhor que isso, ó se eu estivesse ali no pé do palco!

Setlist
Hurricane
All In
Between the Raindrops
One for the Pain
Stardust
Whatever It Takes
Sick Cycle Carousel
Halfway Gone
You and Me
All in All

Acoustic
H2O
Yesterday’s Son
Firing Squad
Everything
(electric ending)

Electric
Spin
Nerve Damage
Runaways
First Time
Broken

Encore:
Flight
Hanging by a Moment

No meu show ideal ainda teria Falling in e Blind, mas fiquei muito feliz que tocou Stardust, que eu tô amando no cd novo (era da banda paralela do Bryce, tanto é que é ele que canta essa - assim como ele canta Wrecking Ball no cd também). O destaque da noite pra mim foi Everything, que é uma música muito foda de poderosa. Começou com acústico, só com o Jason, deu uma paradinha, e continuou no refrão com a banda toda e foi uma explosão. Foi de arrepiar, eu nunca vi uma música tão poderosa assim no palco! E olha que nem é uma das minhas favoritas (da mesma época eu prefiro Take me away)! Ah, também teve a baladinha fofa You and me, em que finalmente o público acompanhou cantando junto e se balançando, hehe...

No fim, acabei me levantando em Hangin by a moment, que é um hino e não ia rolar ver sentada, haha! antei em todas as músicas, mas nessa me empolguei mais, huahua! Certeza que as pessoas odeiam ver show perto de mim, porqueu canto mal e erro a letra, mas me empolgo pra caralho, hahaha!

Pra ir embora foi bem tranquilo, acabou antes ds 23h, tinha bastante gente na rua e em 10 minutos estava na minha cama do hostel. Como era uma quinta, o bar estava cheio e tava rolando um karaoke. O som vazava todo pros quartos, mas eu estava muito feliz pra me chatear <3

E esse, meus amigos, foi meu presente de mim mesma pro meu aniversário, que eu comemoro nesse glorioso dia 9 de outubro ;)

Marcadores: , , , , , , , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h.
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life