HOME | SOTMB | VY.COM.BR


#diáriodeviagem: paris, modo de usar
terça-feira, 12 de abril de 2016 at 10:30
1 comments


Bom, como dito anteriormente, fiquei hospedada na casa de uma amiga, então eu não escolhi a localização. Mas via de regra, quanto menor o número do arrondissement (bairro), melhor. Mas eu fiquei no 17eme (Batignolles) e achei muito bom. É perto de Clichy e até da Champs Elysee, então não tenho do que reclamar. Fora que é um bairro bem residencial, francês, com muitas facilidades.

Paris, assim como Londres, Nova York e Tokyo, sofre de falta de espaço, então as acomodações são bem menores do que estamos acostumados. É bom ter isso em mente na hora de fazer as malas, porque senão você não vai conseguir nem se mover dentro do seu quarto de hotel!

Pra chegar lá eu fui de trem Eurostar. Achei uma alternativa super confortáve pra quem pretende conhecer Londres junto com Paris. Não gosto de aeroportos porque são longe da cidade e o que você economiza na tarifa acaba gastando com o deslocamento até a cidade, além do limite de bagagem.
  • Estação St Pancras / Kings Cross em Londres: tem um tamanho ok e é bem sinalizada. O check in é meio cheio, mas não demora muito. A imigração é super rápida. Tem que passar pela segurança que nem em aeroporto, mas é bem sossegado;
  • Estação Gare du Nord em Paris: a maior estação de trem do universo!!! Como andei naquele lugar! E como tudo na França, péssima sinalização. Parei umas 3 vezes pra perguntar onde era o check in do Eurostar. Mas uma vez lá, foi tão tranquilo quanto em Londres.
A passagem de ida e volta saiu por volta de £ 100, mas pode ser menos ainda dependendo dos dias e horários que você escolher. O trem é moderno e confortável e tem um bar com coisas meio caras, mas que pode te salvar se você não tiver tempo de comer antes ou depois da viagem.

A viagem é bem rápida, a porção na Inglaterra passa num piscar de olhos! Eu tirei um cochilo na Inglaterra e acordei na França, haha! Isso é bom saber pra quem acha que vai passar mal no túnel. É bem rápido mesmo ;).

Pra me locomover em Paris usei muito o metrô. Achei que seria bem caro, mas no final era € 1,80 cada bilhete, mas também tem o bilhete de dia inteiro (Moblis) que é € 7,00 pras zonas 1 e 2. Só pra alguns poucos lugares peguei o trem, que é bem grande, mas confortável e um pouco mais caro (depende de onde você quer ir). O bom é que o metrô te leva pra todo lugar mesmo, é bem completto, mas as vezes é um pouco complexo...

Eu tinha uma "guia", mas a cidade não é difícil de entender. Parece grande, mas andando nem é tanto assim. E você anda MUITO! Tudo que tem pra ver é na rua mesmo, então com as pequenas distâncias você acaba aproveitando mais se estiver a pé.

As atrações tem um preço médio de € 15 - 20 e a comida varia de onde você quiser comer, mas diria que em torno de uns € 30 dá pra comer muito bem. Mas assim... Todo lugar tem comida boa, todo croissant é delicioso, em todo lugar tem baguete crocante por fora e macia por dentro! E o vinho, ai que delícia! Aliás, mais barato pedir taça de vinho do que refrigerante nos restaurantes, haha!

Marcadores: , , , , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h.
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life