HOME | SOTMB | VY.COM.BR


#gordasafada: pho 366
segunda-feira, 20 de novembro de 2017 at 10:30
0 comments

Como fã e discípula de Anthony Bourdain, sempre tive muita vontade de experimentar o tal do pho, uma sopa de noodles vietnamita que ele dizia ser uma das coisas mais gostosas que ele já comeu. Em Washington eu tentei comer, mas não acertei, e em Berlim o pho veio cheio de coentro.

Já queria experimentar pho em São Paulo há um bom tempo, mas por anos a cidade não tinha um restaurante vietnamita. Então fiquei bem feliz quando abriu o Pho 366, no meio do Bom Retiro.

O pho é um ensopado de noodles, mas de um macarrão mais fino do que o de lamen, feito de arroz, com um caldo mais leve e mais herbal. No Pho 366, o caldo tem bastante canela (ou talvez eu ache que tenha muito porque não estou acostumada e porque não gosto muito - pra mim canela é coisa de doce, não de salgado, e eu não gosto de misturar doce com salgado) e anis (mas esse eu não senti, eu só li que tinha). Além do macarrão, vem algum tipo de carne, cebola cozida fatiada e cebolinha. A parte, tem moyashi, coentro e picles de cebola (meio adocicado). 


Cheguei ainda com a luz do dia lá fora, mas o bairro fica completamente deserto com as lojas fechadas. Achei que teria fila, mas ainda bem que não. O lugar, apesar de pequeno, é bem arejado e claro, com boas mesas. O atendimento foi super atencioso, a garçonete atendeu a todas as nossas perguntas e explicou como comer cada coisa.

O caldo é bem menos encorpado e gorduroso do que o do lamen, apesar de ser feito de carne. É bem perfumado. Pedimos a porção média, e a tigela é super bem servida. A grande dá pra dividir em 2 pessoas facilmente. Além dos phos (carnes, porco, frutos do mar), eles também tem pad thai e uns pratos de arroz com mistura e salada que são enormes! Mesmo que alguém do grupo não curta noodles, tem pra todo gosto!

Os preços não são maus, mas o problema é ter que pagar com dinheiro só. Ou transferência bancária, mas a gente nem tentou esse método!

A parte ruim de ir a noite é sair de lá no escuro. Não tem muito lugar na rua, mesmo depois do comércio fechar, e os estacionamentos não são muito perto. Não dá pra sair a pé sozinha por ali não, algumas ruas são meio escuras e você nunca sabe quem vai encontrar =(

Mas é uma excelente pedida pra reunir os amigos <3


Marcadores: , , ,

that would be me. bye!

about the girl

Pode me chamar de Vy. Balzaquiana com cara de universitária. Turismóloga de formação. Rodinha não só nos pés, mas no coração também. Introvertida. Blogueira old school.

good reads

@ carol c. [rolê do amor]
@ nicas
@ nati n.
@ line
@ lari
@ lomogracinha
@ fernanda n.
@ paula b.
@ thais h. [projeto disney]
@ tany
@ lia f. [verbo ler]
@ maria t.
@ simone pearl
@ anne r. [cat loves vinyl]
@ bruna
@ pamela
@ lecticia
@ gesiane
@ chris m.
@ meire k.
@ carlos & denise

the past



extras

the simple life